29/07/2014 | Tempo: Min: C / Max: C
Geral
 
Jovens de baixa renda poderão tirar a CNH gratuitamente
14/04/2012 - as 13:50:00
O projeto ainda segue em estudo, mas já sinaliza a positividade entre os parlamentares.
Quem poderá integrar o Programa Jovem Motorista


• ser maior de 18 anos;
• saber ler e escrever;
• possuir carteira de identidade ou equivalente;
• estar, comprovadamente, desempregado há mais de um ano e com renda familiar mensal igual ou inferior a três salários mínimos.


Brasil -
Jovens de baixa renda poderão tirar carteira de habilitação grátis. A Proposta é do senador Clésio Andrade, do PR mineiro que pretende de implantar o Programa Social do Jovem Motorista tem como objetivo apoiar jovens desempregados e de baixa renda para que tenham uma profissão.


Andrade, que também é presidente da CNT, Confederação Nacional do Transporte explica, que após tirar a carteira de habilitação, o presidente da CNT disse que o Sest e o Senat ficarão encarregados de dar cursos gratuitos aos jovens que queiram seguir a profissão de motorista.


Hoje, quem quiser tirar carta tem que pagar em torno de mil reais e depois pagar mais para conseguir mudar para as categorias D e E. O transportador não tem condições de bancar. Ao governo, das instâncias federal, estadual e municipal, caberá proporcionar a gratuidade no processo de obtenção da Carteira Nacional de Habilitação aos jovens desempregados e de baixa renda, contribuindo para sua inserção no mercado de transporte. Neste mesmo sentido, oferecer gratuidade para mudanças de habilitação da classe B para as classes D e/ou E.


Cursos



Os cursos apresentados serão de formação de motorista de caminhão, motorista de carreta e motorista de ônibus além de temas relacionados à legislação de trânsito; visão sistêmica do transporte; segurança, meio ambiente; qualidade no transporte; primeiros socorros; tecnologia embarcada; mecânica básica; direção preventiva e condução econômica, com carga horária mínima de 160 horas. Após a formação teórica, os jovens terão aulas complementares por meio de simuladores de direção e, posteriormente, serão encaminhados às empresas conveniadas para realização de aulas práticas.

sua opinião
rodape