Pesquisa desenvolve Aedes aegypti que s produz ovos estreis - regiaonoroeste.com
Domingo, 28 de Maio de 2023

Pesquisa desenvolve Aedes aegypti que s produz ovos estreis

21/06/2018 as 23:00 | Brasil | Da Redaao
Uma nova variedade de mosquitos transgnicos deve comear a ser testada para combater o Aedes aegypti, transmissor da dengue, chikungunya, zika e febre amarela.

A variedade foi desenvolvida pelo no Instituto de Cincias Biomdicas da Universidade de So Paulo (USP) e pode comear a ser produzido em fase de testes em setembro. Os insetos modificados geneticamente tm espermatozoides defeituosos que, aps o acasalamento, resultam em ovos estreis.

O mosquito pensado para se integrar a outras estratgias de combate ao Aedes. Segundo a professora Margareth Capurro, principal responsvel pela pesquisa, ao evitar sequer o aparecimento das larvas, o inseto transgnico se combina perfeitamente com o trabalho de identificao e destruio de focos em reas urbanas. Porque os protocolos de ao dizem que, quando so encontrados mosquitos nesse estgio de desenvolvimento, deve ser feito o uso de produtos qumicos para eliminao dos animais.

Para no ter que mudar todas as medidas, todos os parmetros do mundo inteiro de combate ao mosquito, a linhagem que estril mais adaptvel ao que a medida do controle, enfatiza Margareth, que j trabalhou no desenvolvimento de outras variedades de mosquitos modificados geneticamente. Um desses, produzido pela empresa Oxitec, por exemplo, tem machos que transmitem um gene que impede que os descendentes cheguem a fase adulta.

Essa nova pesquisa, financiada pela Fundao de Amparo Pesquisa do Estado de So Paulo (Fapesp) e pela Agncia Internacional de Energia Atmica, atende a uma demanda colocada pela Secretaria Estadual de Sade de So Paulo, de acordo com a professora. Por isso, a preocupao de maximizar a integrao com outras estratgias de combate ao mosquito.

Prximas etapas

A segunda fase do projeto, prevista para comear em setembro, ser feita em parceria com a organizao social Moscamed Brasil, em uma fbrica em Juazeiro, na Bahia. Os testes sero feitos em gaiolas de campo, de 3 metros quadrados, colocadas em ambiente natural.

O objetivo saber se eles sobrevivem e so capazes de copular na presena de ventos ou de chuvas. Esse um teste importante, pois, quando fazemos uma modificao gentica, alm das caractersticas de interesse, podemos induzir tambm caractersticas indesejveis, explica a pesquisadora.

Se o projeto correr como o esperado, a terceira fase pode ser iniciada ainda no final de 2019, com a produo piloto de 500 mil insetos por semana. A partir dos ajustes finais feitos nesta etapa, o mosquito estar pronto para ser reproduzido em grande escala.

A biofbrica de Juazeiro tem capacidade instalada para produzir 14 milhes de mosquitos por semana. Margareth destaca que o Brasil fez, com a variedade da Oxitec, uma das maiores solturas de mosquitos no ambiente do mundo, com cerca de 1 milho de animais por semana.

A ideia que esse novo Aedes modificado possa ser usado tambm em outros pases, sendo distribudo pela Organizao das Naes Unidas.
MAIS LIDAS
� vedada a transcri��o de qualquer material parcial ou integral sem autoriza��o pr�via da dire��o
Entre em contato com a gente: (17) 99715-7260 | sugest�o de reportagem e departamento comercial: regiaonoroeste@hotmail.com