Sexta, 12 de Julho de 2024

As cadelas de Xandão

Foto: Agência Câmara
Eduardo Bolsonaro, deputado federal pelo PL
11/07/2024 as 07:12 | Brasil | Valdecir Cremon - Youtube Cremon Jornalista
O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP) chamou a Polícia Federal de "cadelas de Alexandre de Moraes", ao vivo, durante uma entrevista ao programa "Assunto", da Revista Oeste, em referência à perseguição coordenada pelo ministro. "Esperar serenidade e bom-senso dessa Polícia Federal, que são as cadelas do Alexandre de Moraes, não dá mais."

Joias sauditas


A entrevista tinha como pauta o caso das joias sauditas. Eduardo reafirmou que Bolsonaro devolveu todas as joias ao país porque o TCU mudou entendimento sobre a posse de presentes "personalíssimos" dados a presidentes. Até o governo de Michel Temer (MDB), o tribunal não via crimes em casos assim.

A coluna errou


Esta coluna errou, na edição de ontem, que o TCU permitiu que lula fique com um relógio da marca Piaget, dado a ele pelo ex-presidente francês Jacques Chirac, em 2005. O relógio, na verdade, é da marca Carrier, que custa ao menos R$ 80 mil - oito vezes mais caro que um "simples" Piaget.

Sem acesso


Jair Bolsonaro ainda não teve acesso, por meio de advogados, às investigações da Polícia Federal no caso das joias sauditas, que teriam sido furtadas da Presidência da República, mesmo com o sigilo do inquérito levantado.

Celular expõe tirania de Moraes


Dados de geolocalização do celular de Filipe Martins, ex-assessor de Jair Bolsonaro, provam, mais uma vez, que o ministro Alexandre de Moraes (PT-STF) mantém ilegalmente sua prisão há 9 meses - sem inquérito, processo e muito menos sentença. O período dos dados é de 30 de dezembro de 2022 a 9 de janeiro de 23, quando Bolsonaro já estava nos Estados Unidos. Moraes, sem nenhuma prova, que Filipe tentou fugir do Brasil porque faria parte de um plano de golpe.

Outras provas


Advogados de Filipe já enviaram a Moraes passagens aéreas de Brasília (DF) a Curitiba (PR), tíquete de Uber e notas fiscais de uma lanchonetes e restaurantes, onde ele passou nos dias 30 e 31.

Prisão particular


A tirania de Moraes revela, mais uma vez, que o ministro tenta tirar uma confissão, por meio de delação, de que Filipe teria participação no que, ilegalmente, chama de fuga de Bolsonaro para os EUA.

Desmentido


Paola Silveira, esposa do ex-deputado federal Daniel Silveira (PL-RJ) - preso por ordem do STF há um ano com acusação de tentativa de derrubar a República sozinho - disse ontem por meio da rede social X, que a família recebe apoio de Bolsonaro, contrariando ilações de petistas de um "abandono" do ex-presidente.

Preso particular


O advogado de Daniel, Sebastião Coelho, afirma que o ex-deputado é mantido preso por Alexandre de Moraes "em caráter particular", mesmo tendo provado que o ex-deputado cumpriu um sexto da pena de nove anos e que o processo do STF é ilegal.

Greve no INSS


Depois do Ibama e universidades, agora são funcionários do INSS que decidem por greve porque lula não cumpriu promessas e acordos de aumentar salários. Parte das agências devem fechar a partir de amanhã, sexta-feira.

Carne com impostos


Deputados federais contrários ao desgoverno lula votaram pela inserção das carnes na lista de alimentos com 100% de isenção na regulamentação da reforma tributária. Devem entrar na lista as proteínas bovinas, de peixes e de suínos, contrariando lula, que queria taxação de carnes de primeira. O texto principal foi aprovado 336 votos a 142.

Outro escândalo


O Brasil voltou… a ser um antro de corrupção. O ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, terá que explicar à Câmara dos Deputados os 17 encontros fora da agenda com executivos da mbar Energia, empresa de Joesley e Wesley Batista, e a relação disso com a medida provisória assinada por lula, em maio, que transfere para a conta de luz dos brasileiros uma dívida bilionária da Amazonas Energia, comprada pelos empresários que foram centro dos escândalos revelados pela Lava Jato.

Morte de indígenas


Uma denúncia apresentada por indígenas à ONU, em Genebra (Suíça), mostra que as comunidades deles continuam ameaçadas pela violência, garimpo ilegal, fome e doenças. Combater crimes e problemas assim foi promessa de lula na campanha eleitoral, em que condenava Bolsonaro por "abandono" de indígenas.

O avô do diabo


"Se o diabo é o pai da mentira, lula é o avô." A frase irônica partiu do deputado federal Nikolas Ferreira (PL-MG), ontem, durante a votação da reforma tributária, sobre a "garantia" dada também pelo presidente comunista na campanha eleitoral de 2018 sobre oferecer picanha e cerveja ao povo.

Taxadiqstão


"O céu é o limite para Taxxad! Se ele criar mais um imposto, vamos mudar o nome do Brasil para Taxxadiqstão, em homenagem a essa lenda da carga tributária." Do senador Carlos Bolsonaro (PL-RJ) ao ministro impostor Fernando Haddad, ontem, no X-Twitter.

Mijando no poste


Lula levou Paulo Montanha Pimenta da Secom (Secretaria de Comunicação), da Presidência da República para a ilusória Secretaria de Reconstrução do Rio Grande do Sul, em maio, por conta das enchentes no Estado. Ou seria porque Pimenta estava por trás da licitação fraudulenta de R$ 200 milhões para a contratação de agências de publicidade? A concorrência fajuta foi suspensa pelo TCU.

Sabe por quê?


O presidente dos brasileiros comunistas disse ontem, no encerramento do Foro Empresarial Bolívia-Brasil, em Santa Cruz de la Sierra (Bolívia), que reza todos os dias para que “até os indianos voltem” a comer carne.
a) Lula ressalta pobreza de indianos
b) É crime de xenofobia
c) O caso é de ignorância
d) Lula trabalha para a JBS

FRASE


De lula, revelando - possivelmente em ato falho - que até seus ministros ignoram as reuniões convocadas pela presidência. Ontem, em Brasília.

A gente cria muita reunião interministerial, eu sou informado das reuniões e nem todos os ministros participam das reuniões. Às vezes, participa da primeira, na segunda já manda um segundo colocado, na terceira manda um terceiro colocado, na quarta manda um quarto colocado."
Lula deu a declaração na Bolívia. Foto: Reprodução/Youtube
MAIS POLÍTICA EM DIA
MAIS LIDAS
É vedada a transcrição de qualquer material parcial ou integral sem autorização prévia da direção
Entre em contato com a gente: (17) 99715-7260 | sugestões de reportagem e departamento comercial: regiaonoroeste@hotmail.com