Domingo, 23 de Junho de 2024

Mais uma coincidência. Só isso.

Foto: Banco de Imagens/STF
Luiz Edson Fachin, ministro do STF
23/05/2024 as 05:38 | Brasil | Valdecir Cremon - Youtube Cremon Jornalista
No mesmo dia em que as condenações do empresário Marcelo Odebrecht e do ex-presidiário José Dirceu (PT) foram anuladas pelo STF, o ministro Edson Fachin - nomeado por Dilma - arquivou inquéritos que miravam o senador Renan Calheiros (MDB-AL) e o ex-senador Romero Jucá (MDB-RR). Calma. Só coincidências. Nada mais.

Por quê?


Renan e Jucá teriam recebido propina de R$ 5 milhões da Odebrecht em troca de uma medida provisória que favorecia filiais da empresa no exterior. Nada demais.

Vão tirar você do Insta, Face e Youtube


De novo, em menos de duas semanas, o dono, digo, presidente do TSE, Alexandre de Moraes, defendeu nesta quarta-feira (22), a regulamentação das redes sociais no Brasil e de responsabilização do Facebook, X, Tik-Tok, Instagram, Youtube, etc, por tudo o se publica por lá. Traduzindo: Xandão quer mesmo tirar toda a liberdade de postagens nas redes sociais. Em defesa da democracia, claro.

Nas mãos do Senado


A Câmara concluiu, ontem, a votação do projeto de lei que impede invasores de propriedades rurais de receberem benefícios sociais do governo. A proposta feita pelo deputado Marcos Pollon (PL-MS) recebeu 336 votos a favor, 120 contra e uma abstenção. Agora, a proposta segue para o Senado.

Nas mãos da Câmara


O Senado concluiu, ontem, a votação simbólica de um projeto de lei que aumenta de 20% para 30% a política de cotas raciais em concursos públicos federais. A proposta é do senador Humberto Costa (PT-CE). Agora, a proposta segue para a Câmara.

Entendeu?


Está muito claro para quem cada ala política atua.

Eles não querem


Depois de perder em votação no plenário da Assembleia Legislativa, partidos de esquerda e entidades de classe ligadas à educação vão pedir ao STF que o governador Tarcísio de Freitas (que continua no Republicanos) seja proibido de transformar parte das escolas públicas de São Paulo em instituições cívico-militares.

Madonna repudiada


A Comissão de Previdência, Assistência Social, Infância, Adolescência e Família da Câmara dos Deputados aprovou, ontem, uma moção de repúdio ao show da cantora Madonna, realizado no Rio de Janeiro (RJ) no dia 4 de maio. Os "cantores" Anitta e Pabllo Vittar, o prefeito do Rio, Eduardo Paes (PSD) e o governador do estado, Claudio Castro (PL) também foram alvo do repúdio. FALTOU A GLOBO!

Um bom currículo


O ex-diretor do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica), Ricardo Lovatto Blattes, acusado de assédio moral por servidoras da instituição, foi nomeado para um cargo na Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República. Blattes foi vereador do PT em Santa Maria (RS) e é aliado político do Montanha Paulo Pimenta.

Moraes e Dino derrubados


O presidente da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, deputado Gilberto Cattani (PL), anulou, nesta quarta-feira, os títulos de cidadão mato-grossense dados a Alexandre de Moraes e Flávio Dino, horas depois das propostas apresentadas pelo deputado Valdir Barranco (PT) serem aprovadas em uma sessão sem quórum e por votação simbólica - tudo irregular, segundo ele.

Mijando no poste


O governo bonzinho do PT vai doar dois helicópteros da Polícia Federal - caros, bem equipados e em ótimo estado, apesar de usados - para o Paraguai vigiar a fronteira… com o Brasil. O projeto de doação tem parecer favorável do deputado José Medeiros… do PT de Mato Grosso.


FRASE


Enquanto acredita que consegue equilibrar as contas públicas contando lorotas, o ministro dos Impostos, Fernando Haddad, partiu para uma discussão acirrada com o deputado federal Kim Kataguiri (União-SP) em torno da taxação de compras de até US$ 50 via internet. Ontem, na Comissão de Finanças e Tributação, da Câmara, em Brasília.

"O senhor vai criticar publicamente os governadores que o senhor apoia? Não. Não fará isso. Pega o microfone e fala mal do Tarcísio. Vamos lá. Coragem, deputado. Pare de lacrar nas redes."
Fernando Haddad, ministro da Fazenda. Foto: Agência Câmara
MAIS LIDAS
É vedada a transcrição de qualquer material parcial ou integral sem autorização prévia da direção
Entre em contato com a gente: (17) 99715-7260 | sugestões de reportagem e departamento comercial: regiaonoroeste@hotmail.com