Segunda, 20 de Maio de 2024

Demos sorte na pandemia

Eduardo Bolsonaro, deputado federal pelo PL-SP
14/05/2024 as 06:30 | Brasil | Valdecir Cremon - Youtube Cremon Jornalista
“Alguns me falam com tristeza: Poxa Eduardo, o presidente Jair Bolsonaro deu azar pegando uma pandemia. Vendo a resposta do Lula, agora, no caso do RS, eu penso: demos sorte! Imagina o que seria do Brasil e dos brasileiros com Lula presidindo-o na pandemia!”, publicou o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP), nesta segunda-feira (13), no X-Twitter.

Moraes recua 1


O ministro Alexandre de Moraes, do STF, concedeu liberdade provisória ao coronel da Polícia Militar do Distrito Federal, Jorge Eduardo Naime, que passou 461 dias na cadeia sem acusação formal, nem condenação. A decisão ocorreu nesta segunda. A prisão ocorreu depois que ele, como comandante de tropa, e que estava em férias, interveio para impedir que black blocs invadissem os prédios do governo federal, em 8 de janeiro de 2023.

Moraes recua 2


Também ontem, Moraes revelou que não irá viajar aos Estados Unidos, nesta semana, para participar de seminários sobre "problemas do Brasil", promovido pela turma do João Dória.

Moraes recua 3


As duas decisões ocorrem - claro que por pura coincidência - depois que uma deputada norte-americana sugeriu o cancelamento do visto de Moraes para entrada nos Estados Unidos e de ministros do Supremo reagirem contra suas decisões em processos que jamais deveriam correr pelo STF.

Moraes recua 4


Diferentemente de como se posicionou nos últimos cinco anos, Moraes votou a favor de Jair Bolsonaro, na semana passada, na ação movida contra o deputado federal André Janones (sem partido-MG), no caso das acusações sem provas do parlamentar contra o ex-presidente.

Vai recuar mais


Moraes ainda precisa recuar de muitas decisões tirânicas que tomou desde que assumiu a posse do Poder Judiciário brasileiro, em 2018. Uma delas é a revogação da prisão de mais dois militares da ativa que seguem presos sem acusação, processo ou julgamento desde o 8/1: o major Flávio Silvestre de Alencar e o tenente Rafael Pereira Martins.

Deu no Metrópoles


O deputado federal André Figueiredo (PDT-CE), relator do projeto de lei que regula serviços de streaming e vídeos sob demanda, apresentou neste final de semana um relatório onde plataformas de streaming, como Netflix e YouTube, seriam taxadas, mas a Globoplay, serviço do Grupo Globo, ficaria de fora da cobrança.

Ramagem x Lewandowski


O deputado federal Alexandre Ramagem (PL-RJ) enviou requerimento à Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado da Câmara para exigir que o ministro Ricardo Lewandowski (Justiça) explique a investigação da Polícia Federal sobre fake news relacionadas ao desastre ambiental no Rio Grande do Sul.

De quem é a culpa?


Sem argumentos para explicar a demora do governo federal em socorrer o povo gaúcho na tragédia das chuvas, o presidente petista encontrou um culpado: o próprio governo. Afinal, os rios que, segundo ele, não tiveram os cuidados necessários para a contenção das cheias, são "propriedades" do governo federal. É assim que está na Constituição que o Brasil tinha até a instalação do governo consorciado do Executivo e o Judiciário.

Ações da Petrobras


Dois meses depois de negar o pagamento, a Petrobras anunciou ontem que vai pagar R$ 13,4 bilhões em dividendos aos seus acionistas. Quando negou - por orientação do governo lula -, a estatal sofreu uma desvalorização de 40% em suas ações na Bolsa de São Paulo. E muita gente comprou bilhões de papéis da empresa a preço de bananas. Entendeu?

Mijando no poste


Lula e o ministro dos Impostos, Fernando Haddad, anunciaram a suspensão do pagamento da dívida de R$ 82 bilhões do Rio Grande do Sul com a União. Aparentemente, uma boa medida. Mas… o Estado só terá alívio financeiro da medida no prazo de três anos, no valor estimado de R$ 11 bilhões, se a economia rio-grandense reagir à tragédia das chuvas. Grande ajuda.

FRASE


Do deputado federal Alexandre Ramagem, sobre o suposto uso da Polícia Federal para a perseguição de adversários políticos do governo lula. Ontem, no X-Twitter.

"Diante da total incapacidade de administrar o país, preferem perseguir quem expõe fatos. A incompetência do governo PT é uma verdade inconveniente. O Ministério da Comunicação recorre a medidas totalitárias, e o Ministério da Justiça aceita. É nosso papel combater essas arbitrariedades."
Ramagem cobra explicações de Lewandowski. Foto: Agência Câmara
MAIS LIDAS
É vedada a transcrição de qualquer material parcial ou integral sem autorização prévia da direção
Entre em contato com a gente: (17) 99715-7260 | sugestões de reportagem e departamento comercial: regiaonoroeste@hotmail.com