Sexta, 12 de Abril de 2024

Funerárias fazem confusão e família vela corpo errado

02/04/2024 as 08:32 | Estado de São Paulo | Metrópoles
A família de um homem de 73 anos, que morreu após uma infecção generalizada no último domingo (31/3), descobriu que velava o corpo errado ao se deparar com 0 cadáver de um desconhecido. O velório foi na manhã desta segunda-feira (1°/4) em São Sebastião, litoral norte de São Paulo.

Duas empresas participaram do serviço prestado: a Paraíso foi a responsável por levar o corpo do homem do Hospital de Clínicas de São Sebastião até a funerária; e a Campo Vale, foi contratada pela família para a realização do velório.

As duas divergem sobre a responsabilização do caso.

Ao Metrópoles, a funerária Paraíso afirmou que o erro de logística foi da Campo Vale, que buscou o corpo sem a presença de um familiar para realizar o reconhecimento, “ignorando o procedimento padrão”.

Por outro lado, a Campo Vale, responsável pelo velório, diz que o equívoco partiu da Paraíso, que teria errado na identificação dos corpos e confundiu o cadáver com outro que tinha como destino a cidade vizinha de Ubatuba, também no litoral paulista.

Segundo a funerária Campo Vale, os corpos foram destrocados após uma operação realizada em conjunto com uma terceira funerária, que levou o corpo para Ubatuba.

Ambas as empresas envolvidas dizem estar investigando o caso.

Os familiares do homem enterrado em São Sebastião registraram um boletim de ocorrência, assim como a funerária Campo Vale.

A Secretaria da Segurança Pública (SSP) confirmou que o caso foi registrado no 1° D.P. de São Sebastião e segue para investigações.
MAIS LIDAS
É vedada a transcrição de qualquer material parcial ou integral sem autorização prévia da direção
Entre em contato com a gente: (17) 99715-7260 | sugestões de reportagem e departamento comercial: regiaonoroeste@hotmail.com