Jogador Paulinho sofre intolerncia religiosa aps estreia na seleo - regiaonoroeste.com
Segunda, 11 de Dezembro de 2023

Jogador Paulinho sofre intolerncia religiosa aps estreia na seleo

18/11/2023 as 10:03 | Brasil | Agncia Brasil
O atacante Paulinho, do clube Atltico-MG, foi alvo de intolerncia religiosa nas redes sociais aps sua estreia na seleo brasileira de futebol.

Na ltima quinta-feira (16), o Brasil foi derrotado de virada por 2 a 1 pela Colmbia em partida vlida pela 5 rodada das Eliminatrias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2026.

No perfil do jogador nas redes sociais, foram postadas mensagens com ofensas religio de Paulinho, que praticante do candombl. Em diversos posts, ele foi chamado de macumbeiro.

No dia 6 deste ms, aps ter sido convocado para a seleo, Paulinho postou uma foto com a camisa verde e amarela e a frase: Nunca foi sorte, sempre foi Ex. No candombl, Exu um orix, um mensageiro espiritual.

Mensagens de apoio
O jogador recebeu mensagens de solidariedade em seu perfil. A intolerncia religiosa crime e deve ser combatida por todos. O Galo repudia veementemente os ataques destinados ao nosso atleta Paulinho, nas redes sociais, durante a partida da Seleo Brasileira. Fora, Paulinho. Que sua f te proteja da maldade alheia!, disse o clube mineiro, onde o atleta atua.

inadmissvel tamanha intolerncia e racismo religioso, que hoje foram direcionados ao Paulinho, mas que esto cada vez mais crescentes nos esportes e em nossa sociedade. Quero aqui reforar que estas prticas so criminosas e precisam ser devidamente tratadas, afirmou o deputado federal Pastor Henrique Vieira (Psol- RJ).

A escola de samba Mocidade postou que em pleno 2023 e ainda temos que lutar contra intolerncia religiosa. Cansa, desgasta, mas, lutaremos at o fim. A Estrela aqui se solidariza com meu caador e repudia todos os ataques que ele sofreu durante o jogo do Brasil.

No incio do ano, o presidente Luiz Incio Lula da Silva sancionou a Lei 14.532/23, que equipara a injria racial ao crime de racismo. A lei tambm endurece a pena para quem obstar, impedir ou empregar violncia contra quaisquer manifestaes ou prticas religiosas.

As religies de matriz africana esto entre as que sofrem mais sofrem ofensas e discriminao. De acordo com o Ministrio dos Direitos Humanos e da Cidadania, nos ltimos dois anos, os atos de intolerncia religiosa cresceram 45%.
MAIS LIDAS
� vedada a transcri��o de qualquer material parcial ou integral sem autoriza��o pr�via da dire��o
Entre em contato com a gente: (17) 99715-7260 | sugest�o de reportagem e departamento comercial: regiaonoroeste@hotmail.com