Laudo confirma ​morte de mulher por doena da vaca louca na regio - regiaonoroeste.com
Quinta, 28 de Setembro de 2023

Laudo confirma ​morte de mulher por doena da vaca louca na regio

27/05/2023 as 10:26 | Penpolis | SBT Interior
Uma dor de cabea insistente, tonturas e mal-estar. ​​Esses foram os primeiros sintomas percebidos pela dona de casa Maria Clia Tognon, de 56 anos, em agosto do ano passado.​ ​Em menos de um ms, ela passou a sentir dificuldades para falar, engolir e respirar. Em seguida, vieram as convulses violentas e ela precisou ser internada.

Maria Clia estava internada na Santa Casa de Penpolis quando ​morreu, no dia 23 de maro deste ano. O corpo foi encaminhado para So Jos do Rio Preto​ (SP)​, onde foram retiradas amostras do tecido cerebral, que foram encaminhadas para o Inst​​ituto Estadual do Crebro, com sede no Rio de Janeiro​ (RJ)​.

Na ltima quinta-feira (25), o laudo foi divulgado e o sbtinterior.com teve acesso ao documento, que indicou como causa da morte​​ encefalopatia espongiforme por pron, Doena de Creutzfeldt-Jakob (DCJ) .

O nome se refere a uma das doenas que fazem parte de um grupo conhecido popularmente como mal da vaca louca. A informao foi confirmada pelo neurocirurgio Marcus Vincius Semedo, um dos mdicos que atendeu Maria Clia. Pelo menos outros dois mdicos que examinaram a paciente tambm chegaram ao mesmo diagnstico.

CAUSA ESPORDICA

A doena causada pela protena prinica, um agente infeccioso menor do que um vrus, formado apenas por protenas altamente estveis e resistentes. No caso de Maria Clia, o exame indicou se tratar da forma espordica da doena, que tem incidncia mundial entre um e dois casos para cada um milho de habitantes, e que no tem a fonte de contaminao conhecida.

Porm, o exame no descartou completamente a possibilidade de se tratar de um caso de variante, que ligado diretamente ao consumo de carne bovina. Segundo o laudo, no h critrios diagnsticos definitivos histolgicos nem imuno-histoqumicos para a nova variante.

Apesar do resultado, a famlia pretende acionar na Justia o Ministrio da Agricultura e rgos responsveis pelo rastreamento de doenas transmitidas pelo consumo de animais. De acordo com o filho da paciente, Danilo Marques, de 29 anos, a morte dela no pode ter sido em vo. Os responsveis precisam rastrear esses casos e evitar que outras pessoas se contaminem. Eu no desejo para ningum passar pelo que a minha famlia passou. um sofrimento muito grande, afirma. Maria Clia deixou, ainda, uma filha de 34 anos.

VIGILNCIA

Desde 2005, a Doena de Creutzfeldt-Jakob (DCJ) integra a lista das doenas de notificao compulsria, ou seja, as autoridades de Sade so obrigadas a informar o Ministrio da Sade sobre novos casos.

A vigilncia da DCJ tem como objetivo conhecer o perfil epidemiolgico da doena, com foco na identificao de possveis casos variantes (ligados carne contaminada), definir medidas de preveno e biossegurana e orientar condutas clnicas e laboratoriais​.

Segundo os dados mais recentes do Ministrio da Sade, entre 2005 e 2014, 55 casos de DCJ foram registrados no Brasil. Porm, nenhum caso variante foi confirmado.
MAIS LIDAS
� vedada a transcri��o de qualquer material parcial ou integral sem autoriza��o pr�via da dire��o
Entre em contato com a gente: (17) 99715-7260 | sugest�o de reportagem e departamento comercial: regiaonoroeste@hotmail.com