Warning: file_put_contents(): Only 0 of 18 bytes written, possibly out of free disk space in /home/regiaono/public_html/materias/redirect.php on line 88
Estado de SP registra queda no nmero de casos de dengue neste ano - regiaonoroeste.com
Quarta, 31 de Maio de 2023

Estado de SP registra queda no nmero de casos de dengue neste ano

25/03/2023 as 06:00 | Estado de So Paulo | Agncia Brasil
O estado de So Paulo registrou de janeiro at o ltimo dia 16 de maro, 35,6 mil casos de dengue e 25 bitos ocasionados pela doena, segundo balano da Secretaria de Estado da Sade (SES). No mesmo perodo de 2022, foram confirmados 41 mil casos e 39 bitos. O perodo de maior transmisso da dengue comea no final da primavera e se estende at o incio do outono, quando as condies climticas so mais favorveis proliferao do vetor.

Segundo as informaes da SES, a pasta realiza permanentemente aes de combate ao mosquito transmissor da dengue com apoio aos municpios, que so responsveis pelo trabalho de campo para a preveno doena. O alerta para o controle e eliminao do criadouro do mosquito Aedes aegypti, porque com o clima mais quente a proliferao mais fcil.

Nossa maior preocupao o Noroeste do estado, onde o clima mais quente, a regio metropolitana de So Paulo e a capital paulista. Esses locais so os chamados hot spots para os quais sempre mantemos o alerta. Com essa temperatura mais alta, intensidade de chuva e a completa adaptao do mosquito, temos o pacote perfeito para que o mosquito se prolifere se no tivermos controle sobre os criadouros, explicou a diretora da Coordenadoria de Controle de Doenas (CCD) da SES, Regiane de Paula.

De acordo com diretor da SES, o nmero menor de casos e bitos em relao ao ano passado se deve sazonalidade da doena. No inverno, a tendncia de diminuio de casos, mas alm de haver meses do ano em que possvel observar uma alta na taxa de transmisso, h outros perodos em que ocorrem ciclos epidmicos e interdepidmicos de um ano para outro.

Em 2016 tivemos uma epidemia no estado. A temos que saber qual vrus est circulando, se o 1 ou 2. H uma srie de fatores que podem levar a isso. Temos a notificao e a questo do limite de municpio. H cidades que fazem fronteira com outras que tm alta incidncia, mas esto silenciosos. Para esses pedimos ateno especial para notificao e para os sintomas, disse Paula.

A orientao para que ao perceber febre abrupta, nusea, dor no corpo, dor atrs dos olhos, a pessoa procure atendimento mdico e faa o exame para se certificar. De Paula falou que os casos atuais tm sido mais leves, mas extremamente importante que a populao esteja alerta a qualquer sinal. Se tiver qualquer sintoma, deve-se comear a hidratao e procurar unidade de sade. Temos pico de sazonalidade, mas no podemos esquecer da dengue o ano inteiro. Importante tambm que as pessoas tirem um dia da semana para cuidar do entorno do jardim, da calha da casa, eliminar os criadouros. Isso faz toda diferena, lembrou a diretora.

Sobre o cenrio atual, de Paula reforou que apesar do nmero mais baixo de casos em relao ao ano passado, a dengue nunca oferece um cenrio muito tranquilo. Ns trabalhamos para que todos faamos o controle e evitando um caso que seja, j estamos obtendo xito. O cenrio est menos intenso, mas sempre preocupa, porque de um momento para o outro pode haver aumento. O que queremos e que esses casos no aconteam.

Sobre a vacina contra a dengue, ela afirmou que o imunizante passou pela Anlise da Anvisa (Agncia Nacional de Vigilncia Sanitria), que um dos critrios para que o governo passe a comprar e distribuir a vacina, mas ainda no h nenhuma sinalizao sobre a compra.
MAIS LIDAS
� vedada a transcri��o de qualquer material parcial ou integral sem autoriza��o pr�via da dire��o
Entre em contato com a gente: (17) 99715-7260 | sugest�o de reportagem e departamento comercial: regiaonoroeste@hotmail.com