Mesut Özil, campeão mundial com a Alemanha, anuncia aposentadoriata tudo ok - 1066560 regiaonoroeste.com - Mesut Özil, campeão mundial com a Alemanha, anuncia aposentadoria
Sexta, 19 de Julho de 2024

Mesut Özil, campeão mundial com a Alemanha, anuncia aposentadoria

22/03/2023 as 11:54 | Mundo | Estadão
O meia Mesut Özil, campeão mundial pela seleção alemã em 2014, na Copa do Mundo do Brasil, anunciou nesta quarta-feira sua aposentadoria dos gramados.

Alemão filho de turcos, o agora ex-jogador de 34 anos passou os últimos anos jogando no país natal de sua família, onde vestiu as camisas de Fenerbahçe e Istambul Basaksehir, clube com o qual encerrou o contrato para se aposentar. A última vez que esteve em campo foi há mais de um mês, no início de fevereiro.

"Eu tive o privilégio de ser um jogador de futebol profissional por quase 17 anos e eu me sinto incrivelmente grato por essa oportunidade. Mas, nos últimos meses e nas últimas semanas, por ter sofrido algumas lesões, ficou cada vez mais claro que chegou a hora de deixar o grande palco do futebol", escreveu em nota publicada em suas redes sociais.

Özil iniciou a carreira no Schalke 04 e, em seguida, foi para o Werder Bremen. Depois de um ótimo desempenho com a seleção alemã na Copa do Mundo de 2010, foi contratado pelo Real Madrid, time que defendeu até 2013, quando se transferiu para o Arsenal. Enquanto era jogador do clube inglês, no qual ficou por cerca de oito anos, foi chamado para mais uma Copa e tornou-se campeão mundial no Brasil, em 2014. Titular durante todo o torneio, esteve presente no traumático 7 a 1 aplicado sobre a seleção brasileira, no Mineirão.

O meio-campista deixou de servir a seleção alemã em 2018, após ser protagonista de uma polêmica de contexto político ao publicar uma foto ao lado do presidente turco Recep Tayyip Erdogan, que na época fazia campanha pela reeleição e cultivava uma relação de tensão com a chanceler alemã Angela Merkel. A imagem desagradou até mesmo a Federação Alemã de Futebol.

Após as críticas recebidas por ter posado ao lado de Erdogan, Özil publicou uma carta nas redes sociais acusando a federação de racismo. No texto, dizia que era considerado alemão quando a Alemanha vencia e turco quando perdia. Cerca de três anos depois de se aposentar da seleção alemã, fortaleceu suas raízes turcas ao assinar com o Fenerbahçe, antes de ir para o Basaksehir.
MAIS LIDAS
� vedada a transcri��o de qualquer material parcial ou integral sem autoriza��o pr�via da dire��o
Entre em contato com a gente: (17) 99715-7260 | sugest�o de reportagem e departamento comercial: regiaonoroeste@hotmail.com