Casal suspeito de quebrar costela de beb de 17 dias preso - regiaonoroeste.com
Domingo, 26 de Marco de 2023

Casal suspeito de quebrar costela de beb de 17 dias preso

08/02/2023 as 16:07 | Brasil | G1
Um homem e uma mulher, de 22 e 23 anos, foram presos preventivamente na tera-feira (7), suspeitos de agredirem um beb de 17 dias.

Na madrugada de tera a criana foi internada em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em estado grave, com diversos ferimentos e fraturas pelo corpo, aps dar entrada em um hospital particular em Cruzeiro do Oeste, no noroeste do Paran.

Inicialmente eles foram ouvidos e liberados, mas a polcia voltou atrs.

O homem foi encaminhado para a cadeia pblica de Umuarama e a mulher para a de Goioer. O g1 tenta localizar a defesa dos suspeitos.

O beb segue internado e est entubado. O laudo mdico constatou que ele chegou ao hospital com hematomas no trax, fraturas na costela, corte no p, insuficincia respiratria e desidratao.

Percia na residncia do casal
Segundo a polcia, uma delegada e um perito criminalista estiveram na residncia do casal para apurar a situao. No local foram encontradas marcas de sangue em portas e lenos umedecidos com material semelhante a sangue.

Os indcios contradizem o relato dos pais da criana, que afirmaram em depoimento que o beb foi machucado durante noite, se mexendo na cama, e que ele no havia sangrado.

A polcia informou que o material encontrado foi encaminhado para a anlise, a fim de confirmar se mesmo sangue e, se for, de quem.

Alm disso, conforme a polcia, maconha e vestgios de cocana foram encontrados na casa.

Guarda da criana
O Conselho Tutelar informou ao g1 que solicitou a retirada da guarda do beb e do irmo dele, de 3 anos, dos pais. O pedido que uma das avs fique responsvel pelas crianas.

O rgo afirmou que espera a deciso do Ministrio Pblico sobre o pedido.

De acordo com a polcia, a av paterna era quem normalmente cuidava do beb. Porm, ela relatou polcia que viajou e deixou a criana sob responsabilidade dos pais.

A delegada responsvel pelo caso acredita que ela no tenha envolvimento com as agresses.

Conforme a delegada, a av est sofrendo ameaas, mas no especificou de quem.

Alm da av, foi ouvida tambm uma tia do beb agredido. Elas confirmaram polcia que o casal usava drogas.

A polcia informou que o outro filho do casal est em Alto Piquiri, tambm no noroeste do Paran, na casa de uma bisav. A delegada entrou em contato com o Conselho Tutelar da cidade, para saber a situao da criana e apurou que ela est bem e bem cuidado.
MAIS LIDAS
� vedada a transcri��o de qualquer material parcial ou integral sem autoriza��o pr�via da dire��o
Entre em contato com a gente: (17) 99715-7260 | sugest�o de reportagem e departamento comercial: regiaonoroeste@hotmail.com