Influenciadores suspensos de redes driblam restries no Rumble - regiaonoroeste.com
Terca, 21 de Marco de 2023

Influenciadores suspensos de redes driblam restries no Rumble

28/01/2023 as 12:42 | Brasil | Estado
Influenciadores que tiveram suas redes sociais suspensas pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes por divulgao de discursos considerados antidemocrticos tm se refugiado no Rumble, uma plataforma de vdeos autointitulada "imune cultura do cancelamento".

Nesta rede, eles mantm a produo de contedos, que so disparados em aplicativos de mensagens, e intensificam o dilogo com apoiadores.

Os perfis, na maioria, so de apoiadores de Jair Bolsonaro - como os jornalistas Paulo Figueiredo e Rodrigo Constantino, o blogueiro Allan dos Santos, foragido da Justia brasileira, e o podcaster Bruno Aiub, conhecido como Monark. Relatrio do terceiro trimestre de 2022 da empresa aponta que 71 milhes de pessoas no mundo acessam o site - 57 milhes nos EUA e no Canad

O Rumble j foi mencionado em deciso do Supremo, de 11 de janeiro, que pedia o bloqueio da conta de Monark - ordem desobedecida pela plataforma. O podcaster fez parte da primeira iniciativa de expanso da rede no Brasil, quando a empresa firmou, em maro do ano passado, contrato de exclusividade com ele e com o influenciador de esquerda Reginaldo Ferreira da Silva, o Ferrz, para publicar vdeos no site.

Monark um dos mais ativos na rede, na qual critica o Judicirio e reclama de "censura". Diz com frequncia que o Brasil est sob "ditadura". "A China mais democrtica do que o Brasil. L, pelo menos, um cara no decide tudo", afirmou ele durante live no dia 23, em uma referncia a Moraes.

Durante os atos do dia 8 de janeiro, Monark afirmou ter "simpatia" pelos radicais. "Esse nosso Estado uma ditadura nefasta e autoritria." Horas depois, ele condenou as aes, mas isso no impediu que tivesse as contas suspensas. A reportagem procurou Monark, mas no obteve resposta.

No dia 6, Allan dos Santos publicou um episdio do seu podcast Guerra da Informao que no teve sua participao, mas de dois outros apresentadores. Um deles fala que uma "questo de tempo" para uma convulso social no Brasil. "No vai demorar muito para todos ns vermos o resultado de toda essa presso sobre o povo brasileiro, sobre a sociedade e tambm, pasmem, sobre os militares", diz o locutor.

O mesmo contedo tambm est no ar no Spotify, a maior plataforma de reproduo de msicas e podcasts do mundo. A empresa no respondeu reportagem.

Divergncia

Para especialistas, a ausncia de restries mais rgidas da plataforma atrai influenciadores. "As grandes plataformas passaram a tomar medidas incmodas; as pequenas no respeitam", disse o diretor executivo do InternetLab, Francisco Brito Cruz. "Se o Rumble receber uma ordem judicial brasileira e no cumprir, no uma questo de querer ou no. Ele no pode fazer isso. Pode-se discutir, questionar a deciso, mas no pode descumprir."

J na avaliao do advogado Andr Marsiglia, as suspenses de Moraes podem configurar "censura prvia". "Entendo que suspender um perfil censura prvia porque impedir uma pessoa de se manifestar no futuro. No existe um ilcito futuro, um ilcito que no aconteceu", disse.

Cruz defendeu a adoo de aes preventivas para evitar episdios como o ataque do dia 8. Telegram e Rumble no responderam. O Supremo no quis comentar. Allan dos Santos, Constantino e Figueiredo no foram localizados.

As informaes so do jornal O Estado de S. Paulo.
MAIS LIDAS
� vedada a transcri��o de qualquer material parcial ou integral sem autoriza��o pr�via da dire��o
Entre em contato com a gente: (17) 99715-7260 | sugest�o de reportagem e departamento comercial: regiaonoroeste@hotmail.com