Sem Arrascaeta, Uruguai decepciona e fica no 0 a 0 com a Coreia - regiaonoroeste.com
Domingo, 04 de Dezembro de 2022

Sem Arrascaeta, Uruguai decepciona e fica no 0 a 0 com a Coreia

24/11/2022 as 12:05 | Mundo | Jovem Pan
Uruguai e Coreia do Sul fizeram uma partida muito aguerrida e disputada, mas ficaram no 0 a 0 na tarde desta quinta-feira, 24, no Estádio Cidade da Educação, pela rodada inaugural da Copa do Mundo 2022.

Bicampeã mundial, a “Celeste” demonstrou pouco “poder de fogo”, ainda que tenha contado com os experientes Luis Suárez e Edinson Cavani, além dos talentosos jovens Federico Valverde e Darwin Núñez. Talvez tenha pesado a ausência do armador Giorgian De Arrascaeta, do Flamengo, que ficou no banco de reservas por causa de um problema na região do púbis. Do outro lado, os asiáticos também transpiraram bastante, mas viram o astro Heung-Min Son ser bastante discreto ao longo do duelo. Assim, as duas seleções ficam com 1 ponto cada e, agora, torcem por um tropeço de Portugal diante de Gana, no outro embate da chave H. O próximo compromisso dos uruguaios será contra os portugueses, na segunda-feira, 28, no Lusail Stadium. No mesmo dia, a Coreia do Sul mede forças com os ganeses, novamente no Cidade da Educação.

O primeiro tempo foi marcado por muita disposição, garra e entrega, mas poucas chances claras. De maneira surpreendente, a Coreia do Sul iniciou a partida com mais posse de bola, exercendo uma marcação forte e recuperando a bola com facilidade. O sul-coreanos, entretanto, tiveram dificuldades para furar o forte sistema defensivo uruguaio. Assim, a grande oportunidade saiu nos pés de Hwang Ui-Jo, que recebeu dentro da área e bateu rente ao travessão. Sem Giorgian De Arrascaeta, o Uruguai não conseguiu abastecer a sua dupla de atacantes, formada por Luis Suárez e Darwin Núñez. Desta forma, a única tentativa contundente surgiu de uma cobrança de escanteio. Depois de levantamento na área, o zagueiro Diego Godín subiu no “segundo andar” para testar no pé da trave. No fim, Oliveira ainda cruzou para outro defensor, José Maria Giménez, desviar de cabeça para fora. Ao todo, a etapa inicial teve apenas cinco arremates, sendo três dos sul-americanos e dois dos asiáticos.

No retorno do vestiário, o cenário do início do primeiro tempo se repetiu. Com mais volume ofensivo, os coreanos chegaram com mais perigo em cruzamento de Kim Jin-Su, afastado pelo goleiro Rochet. Como resposta, Darwin Núñez acelerou pela esquerda e invadiu a área, mas se atrapalhou no momento de tomar uma decisão e foi interceptado. A partir daí, a posse de bola ficou mais equilibrada, mas ainda com poucas emoções. Técnico da “Celeste”, Diego Alonso promoveu alterações, colocando Edinson Cavani na vaga de Suárez, buscando fortalecer o jogo aéreo. Do outro lado, o craque Heung-Min Son, destaque do Tottenham, também fez partida discreta e não conseguiu incomodar com seus potentes chutes. Na reta final, os uruguaios Matías Viña, ex-Palmeiras, e De La Cruz ainda entraram em campo, mas não conseguiram fazer a diferença. A melhor oportunidade foi de Valverde, em arremate de longa distância que explodiu na trave.
MAIS LIDAS
É vedada a transcrição de qualquer material parcial ou integral sem autorização prévia da direção
Entre em contato com a gente: (17) 99715-7260 | sugestão de reportagem e departamento comercial: regiaonoroeste@hotmail.com