Empresário é preso por estelionato após aplicar golpes - regiaonoroeste.com
Domingo, 25 de Setembro de 2022

Empresário é preso por estelionato após aplicar golpes

09/08/2022 as 11:10 | Urupês | Gazeta do Interior
Um empresário de 35 anos foi preso nesta última segunda-feira (08/08/2022), depois de aplicar golpes em pelo menos 15 vítimas de Urupês (SP). Ele atuava no ramo da construção civil.

De acordo com a Polícia Civil da cidade, nos últimos anos foram registradas 35 ocorrências policiais contra o indivíduo, em diversas cidades do Estado de São Paulo, sendo a grande maioria por estelionatos, além de crimes de apropriação indébita.

Só em Urupês ele respondeu por cerca de 15 inquéritos policiais, incluindo cidades da sub região. A maioria dos inquéritos instaurados retratavam casos onde as vítimas pagavam por construções de imóveis residenciais, cujas obras não eram iniciadas ou terminadas.

O golpista fazia com que as vítimas acreditassem no sonho da casa própria e entregavam o que tinha como entrada ou parte do pagamento, como carro, cheques e economias. Ele até dava início às obras, porém, abandonava o serviço e deixava os clientes no prejuízo e sem os bens.

Ainda segundo a polícia, alguns dos casos foram arquivados pela Justiça, por se tratarem de desacordos comerciais. Contudo, em outros episódios investigados pela Polícia Civil, ficou comprovado que o investigado obteve vantagem indevida, induzindo ou mantendo vítimas em erro, mediante a utilização de uma fraude, caracterizando assim o crime de estelionato.

Essa é a segunda condenação do empresário. O delegado da cidade, Sérgio Augusto Ugatti Durão, acredita que mais condenações poderão surgir ao longo dos meses.

"Ante o número de procedimentos policiais que tramitaram, bem como em razão das provas produzidas no curso das investigações policiais, outras condenações ainda poderão advir, aumentando-se assim o tempo de condenação a ser fixado, o que pode gerar a unificação dessas penas, nos termos do artigo 111 da Lei 7210/84, também conhecida como Lei de Execuções Penais, sempre respeitando-se os institutos da detração e da remissão, quando for o caso”, explica.

O preso foi levado para a carceragem da DEIC de São José do Rio Preto, onde passará por audiência de custódia. A polícia ainda realiza um levantamento do prejuízo causado às vítimas.

A ação policial faz parte das ações de campo da Polícia Civil de Urupês, que entra em sua sétima semana de operações ininterruptas. Até agora, 17 pessoas foram conduzidas à Delegacia da cidade, sendo que estas foram ou estão sendo investigadas por diversos tipos de crime como: dano ao patrimônio público, furtos, estelionatos, uso de documento falso, tráfico de drogas, porte de drogas para uso próprio, dividas de pensões alimentícias e roubos cometidos com violência ou grave ameaça.

Já foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão, dez mandados de prisão e uma prisão em flagrante.
É vedada a transcrição de qualquer material parcial ou integral sem autorização prévia da direção
Entre em contato com a gente: (17) 99715-7260 | sugestão de reportagem e departamento comercial: regiaonoroeste@hotmail.com