Irmãos que denunciaram estupro recebem tratamento psicológico - regiaonoroeste.com
Sábado, 13 de Agosto de 2022

Irmãos que denunciaram estupro recebem tratamento psicológico

06/08/2022 as 11:13 | S. J. do Rio Preto | G1
Os dois irmãos de sete e dez anos que denunciaram um homem por estupro em São José do Rio Preto (SP) recebem tratamento psicológico.

Segundo a delegada Cristina Santana, da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Rio Preto, "as crianças aparentemente estão muito bem, estáveis e tranquilas. Elas têm o apoio da família e estão bem amparadas". Os dois meninos também passaram por tratamento hospitalar.

Quanto ao reconhecimento do suspeito, a delegada conta que "as crianças foram bastante sagazes e memorizaram vários dados importantes, como o aspecto do indivíduo e detalhes do veículo. Elas reportaram aos pais, que reportaram à polícia [os detalhes]."

Sobre a prisão, a delegada fala que "as crianças memorizaram o rosto dele, as vestes dele, e diversos dados do veículo. Os dados do veículo foram fundamentais e ele foi encontrado e detido na posse do mesmo veículo."

"Não há como não ser o indivíduo que está sendo investigado, porque as crianças me parecem bem seguras. Ele está em prisão temporária pelo prazo de 30 dias e deve permanecer encarcerado neste período. Quando as investigações finalizarem, ele provavelmente vai continuar encarcerado de acordo com a decisão judicial, após a manifestação do Ministério Público", disse a delegada.

Relembre o caso
O homem suspeito de estuprar os dois irmãos foi preso na quinta-feira (4). Segundo a Polícia Civil, o crime aconteceu no dia 24 de julho. Os dois meninos brincavam na rua quando o suspeito estacionou o carro e ofereceu dinheiro para eles.

As crianças entraram no veículo e foram levadas para o bairro São Pedro. Elas foram estupradas, voltaram para casa e descreveram as características do suspeito para a mãe.

Conforme a Polícia Civil, a mulher procurou a delegacia e denunciou o crime. O homem foi preso temporariamente e encaminhado para a Divisão Especializada de Investigações Criminais (Deic).

A Delegacia da Defesa da Mulher (DDM) segue investigando o estupro.
MAIS LIDAS
É vedada a transcrição de qualquer material parcial ou integral sem autorização prévia da direção
Entre em contato com a gente: (17) 99715-7260 | sugestão de reportagem e departamento comercial: regiaonoroeste@hotmail.com