Bebê morre após mãe dar à luz no corredor de UPA - regiaonoroeste.com
Terça, 28 de Junho de 2022

Bebê morre após mãe dar à luz no corredor de UPA

24/05/2022 as 14:03 | Guapiaçu | Gazeta do Interior
Um bebê morreu após a mãe dar à luz no corredor da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), no último domingo (22/05/2022), em Guapiaçu (SP). O Departamento de Saúde do município vai registrar o caso na polícia e instaurar uma sindicância para apurar os fatos.

Segundo o pai da criança, Gabriel Felipe do Nascimento, de 24 anos, a mulher, Ester Barbosa do Nascimento, de 21 anos, chegou na unidade José Osmar Segura Lopes, por volta das 16h sentindo contrações e dores nas costas. Ele afirma que no domingo de manhã ainda sentia o bebê chutar.

“A médica disse que ia dar uma medicação para ela para dor, antes de examiná-la. Ela tomou a medicação e mesmo assim, uns 30 minutos depois, continuava sentindo dor. Em seguida ela sentiu a bolsa sair e eu chamei a enfermeira. Quando ela estava andando em direção à sala de emergência, a enfermeira disse que iria colocar ela em uma cadeira de rodas, mas a médica falou que não podia colocar ela na cadeira de rodas porque o bebê estava nascendo”, relata.

O marido relata ainda que a esposa estava segurando o bebê para não cair, quando foi orientada pela enfermeira que poderia soltar. “A enfermeira do lado falando ‘pode soltar que não cai, pode soltar’. Aí a Ester soltou e eu coloquei a mão por baixo, porque a criança estava saindo. A enfermeira insistiu que poderia soltar que não ia cair e eu então soltei. Quando ela deu mais três passos, o bebê caiu com a bolsa e tudo no chão”, diz Gabriel.

Em seguida o marido conta que levou a esposa para outra sala e a colocou em uma maca. Quando ele voltou para olhar, ele viu que a criança ainda estava no chão. “Depois eles pegaram o bebê do chão, levaram para uma sala do lado, no mesmo quarto, só que do lado, fecharam a cortina e tentaram reanimá-lo. Nessa mesma sala recebemos a notícia do médico de que nosso bebê já tinha nascido em óbito”, conta.

O bebê era um menino, que nasceu com 1.132 e 38 centímetros. Segundo o pai, ele receberia o nome de Kaleb. Ainda de acordo com Gabriel, sua esposa está internada no Hospital de Base de São José do Rio Preto, onde passou por avaliação médica e deverá receber alta nesta terça-feira (24/05). Seu estado de saúde é bom e ela não corre riscos.

De acordo com o diretor de saúde de Guapiaçu, Bruno Ribeiro, um boletim de ocorrência será registrado pelo município para investigar o caso. Equipe médica, testemunhas e a família serão ouvidas.

“Nós estamos registrando o caso na polícia justamente com o objetivo de esclarecer os fatos. Nossas unidades são todas monitoradas por câmeras de segurança e vamos levantar todas as informações para apurar o que houve durante o atendimento desta paciente”, disse.
MAIS LIDAS
É vedada a transcrição de qualquer material parcial ou integral sem autorização prévia da direção
Entre em contato com a gente: (17) 99715-7260 | sugestão de reportagem e departamento comercial: regiaonoroeste@hotmail.com