Sexta, 28 de Janeiro de 2022

JP da Caixa: vamos ou não tapar buracos? Empréstimos é a saída!

13/12/2021 as 07:00 | Fernandópolis | Assessoria de Imprensa
O Vereador JP da Caixa (João Pedro da Caixa/PSDB), mostra o quanto o município tem dificuldades de investimentos, dias atrás ele fez um demonstrativo das dívidas do Município para com o Iprem (Instituto de Previdência Municipal) e você ficou sabendo que para pgto à vista todos os débitos renegociados com o Iprem chega a praticamente 50 milhões de reais.

Agora JP da Caixa mostra os números de outros débitos do município, valores que foram retirados em banco para investimentos em recapeamento/asfalto/construções/reformas de prédios próprios em nossa cidade. Hoje temos três contratos ativos de FINISA (Financiamento a Infra Estrutura e ao Saneamento) junto à Caixa Econômica Federal.

O contrato 0498511, valor R$5.000.000, datado de 29.06.2018 com prazo total de 120 meses, carência 24 meses, juros de 5,29% a.a. mais variação acumulada das taxas médias diárias do CDI, gerou a prestação de nov/21 = R$92.148,15; O segundo contrato 0499779, também de mesmo valor R$5.000.000, da mesma data e mesmo prazo de vencimento, com as mesmas taxas de juros, prestação de nov/21 = R$95.166,55.

Já o último contrato 0525244, valor R$20.000.000, datado de 24.05.2019, com prazo total de 120 meses, carência 24 meses, juros de 5,45%a.a. mais a variação acumulada das taxas médias diárias do CDI, (hoje 0,590 mês 11/21, acumulado últimos 12 meses 3,80%) parcela vencida em 16.11 foi de R$379.216,67.

Resumindo, o município ainda deve em FINISA o valor total atualizado em Outubro/21 = R$28.928.481,74, total de parcelas mensal = R$566.441,37, concluindo, hoje o município paga somente de dividas mensais R$1.500.000,00 (Iprem e Finisa) sem incluir os precatórios, um total anual de R$18.000.000,00, o que piorará, visto que a inflação tem aumentado e todos os contratos tem índices de correção variável e não fixo, tanto as dívidas do IPREM, quanto estes do FINISA.

JP da Caixa diz que a pergunta clássica é, ainda temos muitos investimentos a serem feitos no município e não temos recursos próprios, devemos ou não faze-los contraindo novos empréstimos de financiamento a infraestrutura, uma vez que com recursos próprios não teremos condições de tapar sequer os buracos existentes em nossa cidade. Fica aí a análise para que tenhamos opiniões a respeito.
É vedada a transcrição de qualquer material parcial ou integral sem autorização prévia da direção
Entre em contato com a gente: (17) 99715-7260 | sugestão de reportagem e departamento comercial: regiaonoroeste@hotmail.com