Segunda, 29 de Novembro de 2021

Câmara retira projeto que dobrava salários de vereadores

24/11/2021 as 14:12 | Araçatuba | RP10
Após a repercussão negativa, a Mesa Diretora da Câmara Municipal de Araçatuba decidiu retirar o projeto que aumentava os subsídios dos vereadores em 84,5%, passando dos atuais R$ 6.502,25 para os R$ 12 mil, a partir da próxima legislatura, que se inicia em 1º de janeiro de 2025.

A decisão foi tomada após reunião com os parlamentares, que concluíram não ser o momento oportuno para o reajuste, apesar de o valor não ser reajustado desde 2006.

Na 39ª sessão ordinária do ano, realizada na segunda-feira (22), a matéria foi aprovada como objeto de deliberação, ou seja, poderia tramitar na Casa e ser colocada em discussão e apreciação.

Votaram favoráveis à tramitação do projeto os vereadores Dr. Alceu (PSDB), Dunga (DEM), Arnaldinho (Cidadania), Cristina Munhoz (PSL), Cel. Guimarães (PSL), Regininha (Avante), Wesley da Dialogue (Podemos), Dr. Jaime (PSDB), Nelsinho Bombeiro (PV) e Gilberto Batata Mantovani (PL). Os votos contrários foram dos vereadores Arlindo Araújo (MDB), Boatto (MDB), Evandro Molina (PP) e Lucas Zanatta (PV).

Contrários
Na ocasião, os vereadores Arlindo Araújo e Lucas Zanatta se posicionaram contrário à propositura. Para Araújo, a proposta é um desrespeito á população e, embora os defensores do projeto tenham afirmado que a votação foi apenas para que a matéria pudesse tramitar, ele enfatizou que, o fato de a proposta ter sido apresentada, já mostra a intenção de que ela fosse aprovada.

“É um acinte, um descaso e um desrespeito com a população. Não tem cabimento ter a intenção de aumentar o salário de vereador neste momento, com 14 milhões de desempregados e pessoas passando fome”, afirmou. Ele também criticou o fato de os vereadores não terem sido avisados que a deliberação do projeto seria votada.

Para o vereador Lucas Zanatta, o assunto é muito importante para ser votado de forma on-line – as sessões da Câmara estão sendo realizadas virtualmente por causa da reforma no prédio do Legislativo – e sugeriu que a matéria só entre em pauta no retorno das sessões no plenário, com a presença do público.

“É um assunto muito importante para a população para que seja votado on-line, no final do ano, é uma forma estranha, sabendo da situação do País. É um valor alto e desnecessário”, disse.

Após a sessão de segunda-feira, os vereadores Cel. Guimarães e Wesley da Dialogue se manifestaram contrários à aprovação do aumento dos salários, embora tenham votado a favor da tramitação do projeto.

O PSOL Araçatuba emitiu uma nota de repúdio pela aprovação da tramitação da matéria, que para o partido mostra desconexão do Poder Legislativo com a realidade local e o total descompromisso dos vereadores com as finanças do município.
MAIS LIDAS
É vedada a transcrição de qualquer material parcial ou integral sem autorização prévia da direção
Entre em contato com a gente: (17) 99715-7260 | sugestão de reportagem e departamento comercial: regiaonoroeste@hotmail.com