Segunda, 01 de Março de 2021

Mulher cria lista VIP para ricos furarem a fila da vacinação

23/02/2021 as 08:14 | Mundo | Extra
A presidente do comissariado do condado de Manatee (Flórida, EUA) criou uma lista com vacinações prioritárias limitada apenas a ela e aos residentes dos dois CEPs mais ricos da região. Os moradores foram fortes doadores da campanha do governador Ron DeSantis, que é republicano, na última eleição.

Vanessa Baugh admitiu ter enviado e-mails nos quais instruía os funcionários locais a criarem uma lista que permitiria que VIPs selecionados por ela pulassem a fila para receber uma vacina contra o coronavírus. O caso vazou após um funcionário discordar da lista.

Com a repercussão negativa nas redes sociais, Vanessa se desculpou numa reunião pública na semana passada com outros comissários de Manatee, contou a emissora WWSB.

A lista foi compilada como parte do planejamento para a vacinação no condado, que está sendo comandada pela Divisão de Gerenciamento de Emergências da Flórida.

Vanessa, que era responsável pela organização do evento, admitiu que "queria ter certeza de que certas pessoas estavam na lista" e escolheu pessoalmente apenas residentes dos dois CEPs mais ricos do condado que teriam a permissão de pular a fila para a imunização, que seria realizada em uma clínica particular, de acordo com o "Herald-Tribune".

"Você está pegando o grupo demográfico mais branco, o grupo demográfico mais rico do condado de Manatee e os colocando à frente de todos os outros", disse outra comissária do condado de Manatee, Misty Servia, após a lista ser desqualificada.

Os comissários formam um grupo de três a cinco funcionários eleitos encarregados coletivamente de administrar o governo do condado em alguns estados dos EUA.

Em janeiro, as principais autoridades do condado aprovaram a criação de um sistema de distribuição de vacinas mais igualitário na forma de loteria. Os elegíveis para serem vacinados seriam inscritos e os nomes escolhidos aleatoriamente. Vanessa estava entre os que votaram a favor desse sistema. A comissária pode ser destituída do cargo após o encerramento da investigação.

OS EUA já superaram os 500 mil mortos por Covid-19.
MAIS LIDAS
É vedada a transcrição de qualquer material parcial ou integral sem autorização prévia da direção
Entre em contato com a gente: (17) 99715-7260 | sugestão de reportagem e departamento comercial: regiaonoroeste@hotmail.com