Quinta, 28 de Janeiro de 2021

Vereador: falta um mês para apagarmos essa gestão da memória

02/12/2020 as 08:55 | Votuporanga | A Cidade
Em um dia de revolta com as ações da administração municipal, o vereador Emerson Pereira (PSDB) não poupou críticas ao atual prefeito, João Dado (PSD) na Tribuna da Câmara Municipal. O gatilho para as críticas foi a retomada do corte no fornecimento de água, que havia sido suspenso durante a pandemia, além da demora para o fornecimento de cestas básicas para as pessoas em vulnerabilidade social.

Pereira, que já foi secretário de Direitos Humanos e de Assistência Social, cobrou mais ações da administração municipal junto as famílias carentes, com os recursos que vieram para o enfrentamento da Covid-19. Segundo ele, em alguns casos, as pessoas que precisam estão tendo que esperar em uma fila de até 20 dias para receber alimentos.

Como se não bastasse a demora para a assistência a quem precisa, conforme o edil, a retomada do corte no fornecimento de água de quem não conseguiu pagar as contas ao longo da pandemia foi autorizado sem a devida comunicação, o que fez com que muitos fossem pegos de surpresa.

“Tem muitas famílias que estão tendo suas águas cortadas sem aviso prévio, pois até então elas estavam acreditando que o fornecimento não seria interrompido até terminar a Covid-19. É desumano que essas famílias sejam pegas de surpresa, pois nós sabemos que a cada água que é cortada, essas famílias de baixa renda têm que pagar quase R$ 35 para poder religar, é um absurdo, isso daí se chama fonte de enriquecimento da Saev Ambiental. Estão tirando dos mais pobres para quitar suas dívidas com os compromissos políticos e não podemos aceitar isso”, disse o vereador.

Indignado com essa situação, Emerson disse ainda que o Executivo Municipal está de portas fechadas para a população e voltou a dizer que está sendo perseguido, assim como todos que fazem algum tipo de cobrança justa contra a administração.

“Infelizmente ainda falta aí quase 25 dias para que essa gestão possa terminar por definitivo e para que esse peso de uma administração falha em muitos sentidos possa se apagar na memória dos cidadãos votuporanguenses. Nós não aguentamos mais uma administração com a qual nós estamos suportando há praticamente quatro anos, tendo que tolerar e sendo perseguidos e descendo projetos por goela abaixo”, completou.

Por fim, o tucano criticou a autuação de pequenos comerciantes que foram multados e disse que espera que a próxima administração possa analisar os recursos de forma que não seja penalizado quem mais precisa.

“Os ‘lancheiros’ de Votuporanga foram multados com um salário mínimo porque a fiscalização passava e simplesmente tirava uma foto e se tivesse uma pessoa sentada na cadeira, depois das 22h ele era multado. Entramos com recursos e esperamos que eles sejam revistos pela administração municipal, se não dessa, que eu não acredito que fará alguma coisa, por conta do gestor difícil que tem, mas pelo próximo prefeito. Esperamos que a próxima administração possa atender a população de Votuporanga com mais respeito e tratar os votuporanguenses como realmente devem ser tratados”, finalizou.
É vedada a transcrição de qualquer material parcial ou integral sem autorização prévia da direção
Entre em contato com a gente: (17) 99715-7260 | sugestão de reportagem e departamento comercial: regiaonoroeste@hotmail.com