Sexta, 07 de Agosto de 2020

Timão conta com falha de seu ex-goleiro e gol de Jô pra ir à semi

31/07/2020 as 08:15 | Brasil | Folhapress
Uma falha do goleiro Júlio César com apenas 27 segundos de partida foi determinante para o Corinthians vencer o Red Bull Bragantino por 2 a 0 nesta quinta-feira (30), no Morumbi, e se classificar para a semifinal do Campeonato Paulista.

Revelado nas categorias de base do Parque São Jorge, o jogador, que defende o time do interior há três anos, não conseguiu segurar um chute rasteiro e no meio do gol, realizado da intermediária pelo volante Éderson. Jô completou o placar já na etapa final, aos 19.
Torcedor declarado do time corintiano, Júlio César também teve sua carreira marcada por uma falha no período em que defendeu o clube, coincidentemente em uma disputa de mata-mata pelo Estadual.

Foi nas quartas de final da edição de 2012 que o goleiro falhou em dois dos três gols sofridos na eliminação para a Ponte Preta e acabou perdendo a posição para Cássio na sequência da temporada, uma das mais vitoriosas da história do clube, quando foram conquistados os títulos da Libertadores e do Mundial.

Nesta quinta, o erro do goleiro custou a eliminação do time de Bragança, dono da melhor campanha do Paulista na fase de grupos, a exemplo do que havia feito em 2019, quando a.também caiu no primeiro mata-mata, diante do Santos.

No torneio deste ano, contudo, o clube do interior conta com parceria de uma empresa austríaca de energéticos, que modificou o nome da agremiação após um investimento de R$ 50 milhões. O principal fruto colhido até agora foi o título da Série B do Campeonato Brasileiro do ano passado.

Ao Corinthians, a classificação à semifinal não só mantém viva a busca pelo tetracampeonato como dá mais tranquilidade ao técnico Tiago Nunes, pressionado pelo fraco desempenho do time no período que antecedeu a pausa no futebol devido à pandemia do novo coronavírus.

Com uma campanha irregular, a equipe corintiana somou 11 pontos em 10 rodadas, com duas vitórias, cinco empates e três derrotas. Nas duas rodadas finais da fase de grupos, na retomada do torneio, além de superar Palmeiras e Oeste, precisou contar com dois tropeços do Guarani para chegar às quartas.

Em meio às dificuldades no Estadual, o Corinthians também acabou eliminado precocemente na disputa da Taça Libertadores, em fevereiro, logo na segunda fase preliminar da competição continental, diante do Guaraní (PAR).

Mesmo classificado à semifinal, o futebol apresentado pelos corintianos ainda está longo do esperado pelos torcedores corintianos. Depois do gol com a falha de Júlio César, a equipe alvinegra teve dificuldade para criar novas chances de gol.

Assim como em toda primeira fase, o time não sofria com a falta de criatividade no meio de campo, certa lentidão nas laterais, e tocava a bola sem muito objetividade.

Nas poucas vezes em que chegou inteiro ao ataque, a falta de ritmo de jogo do atacante Jô freava ao ataque alvinegro. Contratado no mês passado, o artilheiro não atuava desde dezembro do ano passado, quando fez a sua última partida pelo Nagoya Grampus, do Japão. A estreia dele, contudo, foi acelerada em razão da lesão sofrida pelo argentino Mauro Boselli na última rodada da fase de grupos.

A despeito de estar fora de fora, Jô ainda conseguiu ser decisivo na partida, ao marcar o segundo gol da equipe corintiana, em bola parada, de cabeça, após cobrança de escanteio, aos 19 minutos da etapa final.

O Corinthians, agora, se prepara para enfrentar o Mirassol pelas semifinais, em Itaquera, enquanto o Red Bull Bragantino, campeão paulista uma única vez em 1990, vai iniciar sua preparação para a disputa do Brasileiro.

RED BULL BRAGANTINO
Júlio César; Aderlan (Weverton); Fabrício Bruno, Ligger e Edimar; Ricardo Ryller (Weverson), Matheus Jesus e Vitinho (Claudinho); Artur, Morato (Matheus Peixoto) e Ytalo (Alerrandro). T.: Felipe Conceição

CORINTHIANS
Cássio; Fagner, Gil, Danilo Avelar e Carlos Augusto; Gabriel, Éderson, Ramiro (Michel Macedo), Mateus Vital (Sidcley) e Luan (Araos); Jô. T.: Tiago Nunes

Estádio: Morumbi, em São Paulo (SP)
Árbitro: Raphael Claus
Auxiliares: Neuza Ines Back e Daniel Paulo Ziolli
VAR: Thiago Duarte Peixoto
Cartões amarelos: Fagner, Mateus Vital e Carlos (COR); Ytalo e Artur (RBB)
Gols: Ederson (COR), aos 27seg do 1º T; Jô, aos 19min do 2º T
MAIS LIDAS
É vedada a transcrição de qualquer material parcial ou integral sem autorização prévia da direção
Entre em contato com a gente: (17) 99715-7260 | sugestão de reportagem e departamento comercial: regiaonoroeste@hotmail.com