Sábado, 18 de Agosto de 2018
Timão tem boas condições de vencer o Chelsea
29/10/2012 as 08:58 | | Da Redaçao
O Corinthians não corre o risco de voltar do Mundial com um vexame, como ocorreu com o Santos em 2011, diante do Barcelona. A conclusão é da comissão técnica alvinegra, após acompanhar os jogos recentes do Chelsea, tanto na Liga dos Campeões quanto no Inglês.

“É claro que o Chelsea vai jogar o Mundial com mais vontade do que teve contra o Shakhtar Donetsk, por exemplo. Mas deu para ver que não são imbatíveis”, opina o ex-atacante Mauro da Silva, um dos homens escalados por Tite para avaliar os possíveis adversários alvinegros no Mundial de Clubes.

Domingo à tarde, pelo Inglês, a equipe londrina perdeu, em Stamford Bridge, para o Manchester United: 3 a 2. Tite e seus auxiliares viram o jogo pela TV, assim como já haviam feito na derrota por 2 a 1 dos Azuis diante dos ucranianos. Existe há convicção de que não há um abismo técnico entre o campeão europeu e o campeão sul-americano.

“Temos condições de vencer. Mas não é hora de pensar nisso, até porque há a semifinal antes”, diz Mauro.

Geraldo Delamore, outro auxiliar de Tite, já havia acompanhado ao vivo a vitória do Chelsea sobre o Tottenham por 4 a 2. Ele retornou ao Brasil com um punhado de anotações. Além delas, o técnico gaúcho tem à disposição 11 DVDs com jogadas e esquemas utilizados pelo possível adversário na final.

“Deu para ver que a defesa joga numa linha de quatro. Notei a força da saída pela esquerda com o Ashley Cole e me impressionei com a movimentação de Hazard, Oscar e Mata atrás do centroavante”, analisa Delamore.

Jeitinho brasileiro/ Na opinião dos corintianos, a velocidade mostrada pelo Shakhtar para atacar serve de inspiração em uma eventual final. Detalhe: o time ucraniano está repleto de jogadores brasileiros, como os ex-corintianos Willian e Dentinho, além de Luiz Adriano, Alex Teixeira, Douglas Costa, Fernandinho e Ilsinho.

O Corinthians vai estrear no Mundial de Clubes diante do vencedor do confronto entre o campeão africano (Esperánce, da Tunísia, ou Al-Ahly, do Egito) e Auckland City ou o campeão japonês. O Chelsea? Bem, só depois.

Até o Mundial, clube inglês vai atuar bem mais que o Timão

A caminhada do Chelsea até o Mundial do Japão será muito mais complicada do que a corintiana. Os ingleses ainda disputarão 11 partidas até 13 de dezembro, data da estreia em terras nipônicas — pegará o vencedor de Monterrey, do México, e o campeão asiático pela semifinal do Mundial.

Já o Corinthians tem pela frente apenas cinco rodadas do Brasileiro. Os confrontos não têm muita importância, pois os alvinegros não correm risco de rebaixamento, tampouco almejam o título nacional. A vaga na Libertadores de 2013 já está garantida com o título continental.
Em meio à maratona de 11 partidas rumo ao Japão, o Chelsea tem, ao menos, sete decisões — três pela fase de grupos da Liga dos Campeões, contra Shakhtar, Juventus (ITA) e Nordsjaelland (DIN), além das quartas de final da Copa da Liga Inglesa, contra o Manchester United, quarta-feira. Pelo Inglês, pega Swansea, Liverpool, WBA, Manchester City, Fulham, West Ham e Sunderland.
MAIS LIDAS
É vedada a transcrição de qualquer material parcial ou integral sem autorização prévia da direção
Entre em contato com a gente: (17) 99715-7260 | sugestão de reportagem e departamento comercial: regiaonoroeste@hotmail.com