Sexta, 19 de Abril de 2019
TCE aponta falhas nas contas de ex-prefeito de Jales
19/03/2019 as 09:39 | Jales | Rádio Assunção
O Tribunal de Contas do Estado de São Paulo fez alguns apontamentos sobre desvio de finalidades da administração do ex-prefeito, Dr. Pedro Manoel Calado de Morais, quando solicitou no ano de 2016 junto ao CONSIRJ (Consórcio Intermunicipal da Saúde da Região de Jales), o transporte de um paciente para São José do Rio Preto, por meio de uma ambulância e uso de combustível do Consórcio.

Na época o tribunal julgou irregulares nas contas do Consórcio, quando Pedro Callado além de prefeito era também o presidente do CONSIRJ, que segundo o TCE, Dr. Pedro utilizou de forma indevida de recursos financeiros do Consórcio para pagamento de despesas da Administração Pública Municipal de Jales, conforme citado pelo TCE.

Um dos motivos que levaram o TCE a julgar as contas irregulares foi o resultado financeiro negativo de R$ 515 mil ao final de 2016, mas que teve apresentação junto ao o Tribunal de superávit de receitas após as prefeituras consorciadas promoverem o pagamento dos repasses.

A sentença do auditor Alexandre Manir Sarquis aponta uma série de irregulares e afirma que todas as 16 prefeituras que integram o CONSIRJ terminaram aquele ano devendo para o consórcio e desta maneira não poderia haver superávit.

A reportagem do Jornal do Povo da Rádio Assunção FM, ouviu o ex-prefeito, Dr. Pedro Calado, disse que não ouve prejuízos nas contas do Consórcio e sim um apontamento de irregularidade, ao utilizar a ambulância e combustível do órgão de saúde e não da prefeitura de Jales, ressaltando que os gastos foram repassados posteriormente, não havendo prejuízos.

Calado disse que na época a prefeitura encontrava se totalmente travada em termos de recursos e que por se tratar de saúde pública, e na condição de presidente do Consórcio o uso da ambulância, autorizou o uso do veículo do órgão de saúde, fato este que foi entendido após explicação dada ao Tribunal de Contas.

Dr. Pedro disse ainda que este apontamento já foi arquivado, restando apenas à aprovação de suas contas pela Câmara de Jales, em outro apontamento do TCE, referente às contas de 2015.
MAIS LIDAS
É vedada a transcrição de qualquer material parcial ou integral sem autorização prévia da direção
Entre em contato com a gente: (17) 99715-7260 | sugestão de reportagem e departamento comercial: regiaonoroeste@hotmail.com