Terça, 16 de Outubro de 2018
Doria, Skaf e França valorizam papel de eleitores paulistas
07/10/2018 as 17:33 | Estado de São Paulo | Da Redaçao
Os três candidatos que aparecem à frente nas pesquisas para o governo do estado de São Paulo votaram na manhã deste domingo (7) na capital paulista.

João Doria, líder nas pesquisas, começou o dia na Escola Britânica de São Paulo, no Jardim Paulistano, onde votou às 9h15. Negou ter votado para presidente, no postulante do PSDB ao Planalto Geraldo Alckmin, apenas por solidariedade. "Foi um voto de solidariedade, apoio, razão e emoção", afirmou.

O candidato destacou a importância do estado de SP no pleito deste ano. "São Paulo tem o maior colégio eleitoral do país. Tem um papel muito importante nessa eleição. Hoje é dia de democracia, de defesa dos princípios democráticos."

Depois, Doria acompanhou o voto de Geraldo Alckmin.

Em segundo lugar nas pesquisas, Paulo Skaf (MDB) foi o primeiro candidato ao governo estadual a votar, também na Escola Britânica. Acompanhado de filhos e netos, ele disse que aguardaria com serenidade os resultados.

"Se for a vontade de Deus e a decisão dos eleitores de São Paulo, eu antecipadamente agradeço, qualquer que seja o resultado. Hoje deve ser um dia de paz e serenidade, e é isso que desejo a todos."

Márcio França, candidato pelo PSB, chegou à seção eleitoral da Escola Estadual Ludovina Credidio Peixoto, no Itaim Bibi, às 10h.

Na saída de sua seção, falou a jornalistas sobre a expectativa da apuração. "Estou com muita esperança que aqui de São Paulo saiam as luzes para que a gente possa caminhar com diálogo, conversa e entendimento."

França disse que a eleição começou e terminou com a facada no candidato do PSL, Jair Bolsonaro (PSL), e comparou o fato com o acidente de avião com o candidato à Presidência pelo PSB em 2014, Eduardo Campos. "Se o Eduardo tivesse sobrevivido ao acidente, ele fatalmente teria ganhado a eleição. É natural pela circunstância de chamar a atenção ao fato. O que aconteceu com a facada foi isso."

O candidato afirmou ainda que torce por um presidente paulista. "Depois de Rodrigues Alves, mais de 100 anos depois vamos voltar a ter um paulista." Com informações da Folhapress.
MAIS LIDAS
É vedada a transcrição de qualquer material parcial ou integral sem autorização prévia da direção
Entre em contato com a gente: (17) 99715-7260 | sugestão de reportagem e departamento comercial: regiaonoroeste@hotmail.com