Segunda, 19 de Novembro de 2018
Palocci diz que Lula atuou diretamente em caso de propina
11/09/2018 as 10:00 | Brasil | Da Redaçao
O ex-ministro Antonio Palocci afirmou ao Ministério Público, em novo depoimento no âmbito da Lava Jato, que, em alguns casos, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva cuidou "diretamente" do pedido de propina.

O depoimento foi prestado no dia 26 de julho, de acordo com o G1, na Operação Greenfield, que está investigando supostas irregularidades em fundos de pensão.

A reportagem entrou em contato com a assessoria de Lula, que afirmou ser mentira o que foi dito pelo ex-ministro e atribuiu a fala a uma tentativa de Palocci para sair da cadeia através da contemplação de um acordo de delação premiada.

"Antes de ele ser candidato a presidente elege um representante na previc dos funcionários e quem procura candidato a presidente naquela campanha vitoriosa de 2002, e quando pela primeira vez o PT elege um representante na previ, o PT não era governo mas havia eleito um presidente pra procurar uma interferência nesse fundo é Emílio Odebrecht em nome da Braskem que tinha sociedade com os fundos de pensão e estaria tendo por parte desse representante do PT muitas dificuldades. Então, ele nós pede para interferir nisso", disse Palocci.

"Ele sempre soube que tinha ilícito e sempre apoiou as iniciativas de financiamento ilícito de campanha, etc. Mas no caso, no pré-sal, ele começou a ter uma atuação pessoal", complementou o ex-ministro, ao ser questionado se foi a partir da descoberta do pré-sal que Lula passou a atuar. "Também posso citar o caso de Belo Monte, onde o presidente também se envolveu diretamente na operação dos fundos de pensão e sabia que a partir desse investimento e desse projeto haveria pedido de propina", disse.
MAIS LIDAS
É vedada a transcrição de qualquer material parcial ou integral sem autorização prévia da direção
Entre em contato com a gente: (17) 99715-7260 | sugestão de reportagem e departamento comercial: regiaonoroeste@hotmail.com