Quarta, 18 de Outubro de 2017
Saúde emocional
14/06/2017 as 10:41 | Fernandópolis | Julio Cesar
MAIS Artigos
Fernandópolis
Fernandópolis
Fernandópolis
Em um mundo cada vez mais misantropo, onde os indivíduos se isolam em seus computadores e smartsphones, onde o diálogo, o contato, as brincadeiras, a integração se extinguem da vida das pessoas. Quanto tempo um adolescente moderno suportaria ficar, se houvesse uma forma de voltar ao passado? O quanto conseguiriam desfrutar de épocas em que não havia internet e as pessoas brincavam nas ruas, de correr, de taco, de amarelinha, de pular corda, conversar cara a cara, fazer amizades reais e em tempo real?

Hoje famílias inteiras se curvam à mesa para usarem os celulares, e se tornou normal entrarem e saírem de suas casas sem se cumprimentarem, quantos não se olham, não se abraçam a meses. Cada vez mais o entretenimento toma o lugar do produtivo e construtivo.

Lutamos em nossa mente para que esta se alimente cada vez mais de informações, fotos, vídeos, piadas, relacionamentos afetivos, visuais e as relações reais e palpáveis estão sendo esquecidas.Está se criando uma geração de enfermos emocionais, seres humanos cada vez mais dependentes de uma vida virtual, vazia e repleta de futilidades, com uma população introspectiva e de pouco relacionamento.

Sou louco por tecnologia e me incluo neste grupo de alerta contra o excesso. Ser autocrítico neste assunto já é um grande avanço, pois precisamos ligar um alerta e abrir os olhos para socorrer alguns indivíduos. Quantas famílias em risco, casais, namorados pais e filhos, sofrem por esta enfermidade?

Doença ruim: precisa de remédio forte. Somente com muita personalidade e determinação alguém consegue dominar e não ser dominado por esta onda.

Quantas doenças psicossomáticas vemos surgir diariamente, o cenário é propício a isso.

Precisamos nos unir de uma forma geral, profissionais da saúde, educadores e pais com muita atenção, pois existem muitos sofrendo com estes maus da modernidade, perto de um abismo emocional.

Se você se encontra nesta situação de sofrimento não tenha medo de buscar ajuda, se conhece alguém nesta situação ofereça ajuda, se você entendeu essa mensagem repense seu dia a dia e como disse: ainda há tempo de fazer mudanças em sua vida e na sua família. Avalie periodicamente o quanto do seu precioso tempo você tem despendido com futilidades.

A vida é muito linda e preciosa para deixarmos se esvair inutilmente, viva hoje, abrace seu próximo, arrume tempo para curtir a família, corra, sorria, converse e beije quem você ama.

Tudo isso faz bem para sua saúde emocional!

Julio césar Life coaching.
MAIS LIDAS
ULTIMAS
É vedada a transcrição de qualquer material parcial ou integral sem autorização prévia da direção
Entre em contato com a gente: (17) 99715-7260 | sugestão de reportagem e departamento comercial: regiaonoroeste@hotmail.com