02/09/2014 | Tempo: Min: C / Max: C
Polícia
 
Suspeitos de assaltos em lotéricas
20/06/2008 - as 10:26:00
Catanduva - A população poderá respirar um pouco melhor a partir de hoje, principalmente os comerciantes no ramo de lotéricas e farmácias.

Os suspeitos Elton Viana da Silva, 26 anos, e Claudemir Salvador, 29 anos, foram presos por participação nos assaltos a lotéricas e farmácia em Catanduva e região, na noite de quarta-feira.

Conforme publicação na edição de terça-feira do jornal Notícia da Manhã, o suspeito Elton havia sido preso pelo crime de tráfico de entorpecentes na segunda-feira.

Anteontem, a Polícia Militar, após tomar conhecimento que o suspeito Elton havia conseguido obter liberdade na tarde de quarta-feira, deslocaram-se até a sua residência localizada na Rua Piracicaba.

O suspeito foi abordado e encaminhado à Delegacia de Investigações Gerais (DIG) para averiguação dos assaltos praticados nas lotéricas e farmácias. Ao ser apresentado ao delegado Luís Roberto Rissi, o suspeito confessou, depois de ver as filmagens do roubo praticado na casa lotérica do município de Catiguá, ser de sua propriedade a motocicleta e o capacete apreendidos pela Polícia Militar.

Durante as investigações, confessou também a participação dos assaltos às lotéricas de Pindorama e Catanduva, nos cruzamentos da Rua Brasil com Terezina e da Rua Curitiba com 14 de Abril.

O suspeito, ao colabor com a polícia, afirmou que praticava os roubos com o suspeito Claudemir Salvador, vulgo “Mi” que utilizava revólver calibre 32 oxidado na prática dos delitos.

Durante a apresentação dessa ocorrência na DIG, outra equipe da Polícia Militar, com as informações obtidas através de Elton, conseguiu capturar Claudemir.

Os policiais, durante registro de uma ocorrência no pronto socorro do Hospital Padre Albino, foram solicitados pela atendente que informou que havia um paciente em atitude suspeita, pois que estava com a mão cortada e afirmava ter-se machucado há 15 dias.

Durante o levantamento dos dados do suspeito na ficha clínica, ao perceber a ação policial evadiu-se do hospital tomando o rumo da Rua Treze de Maio no sentido do centro. Iniciou-se uma perseguição pela Rua Belém, até que ele foi capturado no cruzamento das ruas Maranhão com a Recife.

Na abordagem o suspeito confessou que havia machucado a mão há dois dias. Em seguida, verificaram que o suspeito machucara a mão durante a prática de assalto na lotérica localizada no município de Pindorama, ocasião em que o suspeito, ao tentar entrar no compartimento interno da lotérica, foi detido pelo proprietário que bateu a porta e prensou-lhe a mão.

Claudemir foi encaminhado a DIG apresentando as mesmas roupas que foram filmadas no dia do assalto na lotérica.

Os dois suspeitos permaneceram na delegacia para maiores informações a fim de elucidar outros delitos.

Em coletiva para a imprensa o delegado responsável pela DIG alegou na tarde de ontem, que desde a prisão dos dois suspeitos foram realizadas diversas investigações.

“Passamos a noite inteira trabalhando para efetuar os reconhecimentos por parte das vítimas que tiveram seu estabelecimento comercial roubado. Aproximadamente 15 pessoas participaram do reconhecimento”, explicou Rissi.

Segundo o delegado, foram comprovados até o momento seis crimes que ocorreram na cidade e região.

Em Catanduva, foram elucidados os assaltos das lotéricas das Ruas Brasil e Minas Gerais e da farmácia da Rua Curitiba.

Na região, foram esclarecidos os roubos das lotéricas dos municípios de Pindorama, Catiguá e Paraíso.

Os representantes dos estabelecimentos presentes no momento do crime, inclusive com algumas testemunhas em alguns casos, reconheceram o autor.

“Nos delitos Claudemir ingressava nos estabelecimentos armado de revólver para praticar o assalto. Elton participou em três casos e apenas pilotava a motocicleta para dar ‘cavalo’ ao comparsa”, informou o delegado.

Claudemir negou a participação nos delitos, mas com o reconhecimento das vítimas e filmagens das câmeras foram confirmados todos os delitos.

O delegado encaminhou representação à justiça local, pedindo a prisão temporária do suspeito Claudemir que já possui condenação por tráfico de drogas e receptação e cumpria pena na Penitenciária de Lavínia, além de contar com passagens pela polícia por furto e roubo.

Com todas as provas existentes o delegado afirmou que pretende formular um inquérito policial e logo em seguida pedir a prisão preventiva.

“Com relação ao Elton, ele se mostrou colaborador auxiliando os policiais nas investigações. Ele tem residência e trabalho fixo. Hoje ele retornou espontaneamente à delegacia. Assim, pretendo por hora não pedir nenhuma ordem de prisão contra ele, mas ele responderá por seus atos”, disse Rissi.

O delegado acredita que exista uma terceira pessoa envolvida na participação dos delitos, inclusive outras quadrilhas.

As duas motocicletas apreendidas pela polícia e usadas nos crimes não possuem procedências ilícitas estando devidamente registradas nos nomes dos suspeitos.

O comandante da 1ª Companhia da Polícia Militar, capitão Sandro Moretti Silva Andrade, afirmou que todos os policiais estavam prevenidos e atentos às informações dos assaltos que estavam ocorrendo, por esse motivo lograram êxito em capturá-los.

“Estamos em uma fase de investigação com a DIG e acreditamos que o trabalho está quase concluído. Estamos parcialmente com o sentimento de dever cumprido, porque agora a população poderá respirar um pouco mais. Afinal, os delitos estavam incomodando não só a comunidade, mas toda a polícia”, concluiu o comandante.
sua opinião
rodape