Quinta, 17 de Outubro de 2019
Sonho da casa própria faz fernandopolenses enfrentarem fila
Foto: Edson Marcelino
08/10/2019 as 06:30 | Fernandópolis | Da Redaçao
Sonho ou ansiedade por uma casa própria, fez fernandopolenses dormirem em uma fila que atingiu mais de 200 metros só para agendamento do sorteio no “Programa Minha Casa Minha Vida” em Fernandópolis.

O ato é desnecessário, mas não houve quem convenceu cada munícipe que enfrentou sol quente desta segunda-feira e a possibilidade de chuva na madrugada desta terça-feira para garantirem acesso ao agendamento para uma unidade.

O atendimento somente começa a partir das 8h00 às 17h00 dessa terça e quarta-feira, os candidatos que tiverem interesse devem comparecer, em uma das duas datas, na sede do Centro do Professorado Paulista – CPP,

Será obrigatória a apresentação do RG da pessoa interessada. Nos dia do agendamento a pessoa receberá uma senha com data, horário pré-determinado e relação de documentos para que ela retorne na semana seguinte e realize a inscrição. Sem o agendamento não será possível fazer a inscrição.

Todo processo de agendamento e inscrições para a seleção dos interessados será realizado pela Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo – CDHU, com apoio total da Prefeitura de Fernandópolis.

Neste programa, 219 casas já estão em construção no município, anexo ao bairro ‘Jayme Leone’. As unidades habitacionais contam com uma área útil de 48,82 metros quadrados e são compostas por 2 quartos, sala, cozinha e banheiro.

As casas são construídas a partir de convênio entre o Governo Federal, por intermédio do Programa Minha Casa Minha Vida (PMCMV), tendo a Caixa Federal como agente financeiro executor, o Governo do Estado de São Paulo, por meio da CDHU, e a Prefeitura de Fernandópolis que fez a doação de toda área para a construção das moradias.

CRITÉRIOS DE ENQUADRAMENTO DOS CANDIDATOS

- Residir no município de Fernandópolis;

-Possuir capacidade civil e ser maior de 18 (dezoito) anos de idade ou ser emancipado para os grupos da demanda geral, deficientes, microcefalia e área de risco, se houver;

-Possuir idade igual ou superior a 60 anos para o grupo de idosos;

-Ter renda familiar mensal bruta de até R$ 1.800,00 (valor definido pela legislação federal vigente e posterior alterações); Para o cálculo da renda bruta não deverão ser considerados eventuais rendimentos provenientes de Benefício de Prestação Continua (BPC) e/ou Bolsa Família.

-Não ser usufrutuário, nu-proprietário ou proprietário, cessionário ou promitente comprador de imóvel residencial em qualquer parte do território nacional;

-Não estar cadastrado no Sistema Integrado de Administração de Carteiras Imobiliárias (SIACI) e/ou Cadastro Nacional de Mutuários (CADMUT);

-Não ter tido atendimento habitacional anterior com recursos orçamentários do município, dos Estados, da União, do FAR, do FDS ou de descontos habitacionais com recursos do FGTS;

-Não ter financiamento habitacional ativo ou inativo promovido pela Secretaria Estadual da Habitação ou pela Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo – CDHU

-Estar inscrito pelo município no CadÚnico;

-Não estar inscrito junto ao CADIN-Cadastro informativo de créditos não quitados do Setor Público Federal.

- Será válida somente uma inscrição por família. Em havendo duas ou mais inscrições, por família, todas serão canceladas, mesmo que a família venha a ser sorteada.
MAIS LIDAS
É vedada a transcrição de qualquer material parcial ou integral sem autorização prévia da direção
Entre em contato com a gente: (17) 99715-7260 | sugestão de reportagem e departamento comercial: regiaonoroeste@hotmail.com