Quinta, 17 de Outubro de 2019
Estado adere ao Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares
07/10/2019 as 11:13 | Estado de São Paulo | Da Redaçao
São Paulo aderiu ao Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares graças à interferência direta do deputado Tenente Coimbra que, ao receber a notícia de que o Estado havia ficado de fora da lista divulgada pelo MEC, ligou imediatamente para Brasília, solicitando a dilação de prazo para a entrega formal do pedido de adesão, que ainda não havia sido remetido pela Secretaria Estadual de Educação.

O documento que requeria oficialmente a participação chegou ao MEC após a articulação política do deputado e, ontem, o secretário estadual da Educação, Rossieli Soares, anunciou nas redes sociais que o governo de São Paulo decidiu aderir ao projeto do governo Jair Bolsonaro (PSL).

O deputado, desde seu primeiro dia na Alesp, anunciou para quem quisesse ouvir que uma de suas principais bandeiras seria justamente a implantação de escolas cívico-militares no estado. Como parte fundamental desse comprometimento, criou e hoje é o presidente da Frente Parlamentar pela Criação das Escolas Militares no Estado de São Paulo.

"O anúncio do secretário Rossieli já era esperado após o trabalho que realizamos para que São Paulo aderisse ao programa. É uma boa notícia porque a adesão amplia as possibilidades de oferecermos um ensino de qualidade às crianças e adolescentes", argumentou.
MAIS LIDAS
É vedada a transcrição de qualquer material parcial ou integral sem autorização prévia da direção
Entre em contato com a gente: (17) 99715-7260 | sugestão de reportagem e departamento comercial: regiaonoroeste@hotmail.com