Domingo, 20 de Outubro de 2019
Tite minimiza polêmica sobre Carnaval de Neymar
23/03/2019 as 08:18 | Brasil | Da Redaçao
Lesionado, Neymar é ausência na seleção brasileira para os amistosos contra Panamá e República Checa, mas isso não impediu que o atacante fosse assunto na entrevista coletiva de Tite. Nesta sexta-feira (22), o treinador foi questionado sobre o comportamento do jogador do Paris Saint-Germain durante o Carnaval, mas evitou entrar em polêmica.

“O [médico da seleção Rodrigo] Lasmar esteve há dois dias em uma reunião sobre essa recuperação dele. Eu tenho uma responsabilidade grande e espero que esteja recuperado. Não cabe a mim falar sobre isso [Carnaval]. A minha busca é que o Militão tenha condição de jogar o que ele pode, para que o nível da Seleção se eleve. Todos esses fatores são mais importantes”, declarou.

Em meio à recuperação da nova fratura no quinto metatarso de seu pé direito, Neymar viajou ao Brasil no fim do mês passado e aproveitou o carnaval no País. O comportamento do atacante durante as festividades foi bastante explorado pela imprensa nacional e europeia e rendeu algumas críticas.

Tite preferiu fugir de qualquer polêmica e destacar o papel de Neymar em campo. Para o treinador, o atacante é uma referência para a seleção brasileira, como Lionel Messi e Cristiano Ronaldo são aos clubes pelos quais atuam.

“O Real Madrid tinha e agora a Juventus tem o Cristiano. O Barcelona tem o Messi. Comecei a procurar quem tem essa chancela No Manchester City, você começa a procurar e são poucas as referências. Temos o Neymar, um ‘Top 3’. Queremos que o atleta tenha alegria, é essa alegria que nos move, para que você potencialize a criatividade”, comentou.

Tite lamentou não poder contar com Neymar nestes amistosos, mas o jogador não é o único desfalque da seleção. Lesionados, o lateral Daniel Alves, também do PSG, e o atacante Vinicius Junior, um dos destaques do Real Madrid na temporada, são outras baixas. O treinador, porém, deixou claro que as portas seguem abertas para eles, visando a Copa América.

“Não perderam [espaço], o tempo vai permitir. Não tenho problema em voltar atrás. Há algum tempo pensava no Vinicius a médio prazo, mas o nível dele no Real mudou isso. Temos que aproveitar essa situação”, apontou.

O Brasil encara o Panamá neste sábado (23), no Estádio do Dragão, no Porto, em Portugal. Depois, volta a campo na terça-feira (26), quando duela com a República Checa em Praga.
MAIS LIDAS
É vedada a transcrição de qualquer material parcial ou integral sem autorização prévia da direção
Entre em contato com a gente: (17) 99715-7260 | sugestão de reportagem e departamento comercial: regiaonoroeste@hotmail.com