Quinta, 12 de Dezembro de 2019

Neymar pega quatro jogos de suspensão e está fora da Copa América

20/06/2015 as 11:06 | Brasil | Da Redaçao
Quatro jogos. Esta é a suspensão concedida a Neymar pela Conmebol. No final da tarde desta sexta-feira, a entidade máxima do futebol sul-americano puniu o jogador de forma dura e tirou o astro Barcelona na competição. Além do castigo, o atacante recebeu uma multa de US$ 10 mil.

A decisão, no entanto, cabe recurso, a partir deste sábado. O departamento jurídico da Confederação Brasileira de Futebol dependerá da decisão do equatoriano Guillermo Saltos, presidente da Comitê de Apelação da Conmebol, e responsável por aceitar ou não a apelação.

O uruguaio Adrián Leiza, vice-presidente do tribunal de disciplina da entidade máxima do futebol sul-americano, foi o responsável por conduzir o caso ao lado do boliviano Alberto Lozada. O brasileiro Caio Cesar Rocha, que comanda o órgão, e colombiano Orlando Morales ficaram de fora do caso por envolver os seus países, assim como o chileno Carlos Tapia, já que o árbitro Enrique Osses nasceu no país sede da Copa América..

A CBF teve até o meio-dia desta sexta-feira para enviar em sua defesa.

A entidade reclamou que o abuso de autoridade do juiz Enrique Osses, do bandeirinha Carlos Astroza e até mesmo do quarto árbitro Néstor Pitana desestabilizaram Neymar durante a partida. A acusação foi feita com base em relatos da comissão técnica e do próprio jogador.

Ele relatou ter sido chamado por diversas vezes de piscinero, em alusão em espanhol à sua fama de cai-cai.

Neymar foi expulso na última quarta-feira, logo após o apito final na derrota para a Colômbia, por 1 a 0, no Estádio Monumental, em Santiago. Ele tentou dar uma cabeçada num adversário e trocou empurrões com os colombianos. Antes, ele já havia recebido o cartão amarelo, o seu segundo no campeonato.

A Conmebol fez confusão no caso e anunciou por mais de uma vez versões contraditórias sobre a suspensão do craque.

A súmula assinada pelo árbitro chileno fala da confusão, o chute de Neymar na direção do colombiano Pablo Amero, do empurrão de Carlos Bacca e do craque brasileiro esperando Enrique Osses no vestiário.

O técnico Dunga admitiu na última quarta-feira que situações extracampo podem estar afetando o comportamento de Neymar. O atleta, seu pai e o Barcelona são investigados na Justiça da Espanha por suposta fraude em sua saída do Santos, em 2013. O agente do atacante, Wagner Ribeiro, nega que ele esteja nervoso e culpa a ciumeira dos adversários.

No Chile, a sua postura é criticada por veículos locais, que o chamam de "insuportável" e "mimado".

Ainda existe a possibilidade de recorrer da decisão na Câmara de Apelações da Conmebol.
MAIS LIDAS
É vedada a transcrição de qualquer material parcial ou integral sem autorização prévia da direção
Entre em contato com a gente: (17) 99715-7260 | sugestão de reportagem e departamento comercial: regiaonoroeste@hotmail.com