Segunda, 25 de Maio de 2020

Confinado e improdutivo

27/03/2020 as 06:49 | Fernandópolis | Julio Cesar
Esta mensagem é direcionada aquelas pessoas que estão na quarentena, e desde já o meu aplauso aqueles que estão trabalhando para manter a sobrevivência da população. Heróis anônimos se expondo para ganhar o pão e manter o mesmo sobre a mesa de todos.

De repente o mundo para, em questão de horas estamos confinados em nossas casas, coagidos pelas informações alarmantes, notícias, imagens com cenas de filmes escatológicos.

A vida agitada e aquela sensação de que 24 horas são poucas para um dia se acaba. A ausência da família e a falta de tempo para ela de forma abrupta termina e agora você tem tempo.
Era tudo que precisava ficar em casa, agenda suspensa, listas descartadas e agora você tem tempo! Agora é a hora de colocar a casa em ordem, arrumar e consertar serão seus verbos daqui para frente, certo? Seus problemas se acabaram, só que não é bem assim.
Nosso cérebro funciona como uma agenda e existe em nós uma força muito grande chamada hábito. Pelo tempo de confinamento já era para termos colocado algumas pendências em ordem e normalmente pelo que percebo conversando com alguns indivíduos, é que trazemos para dentro de casa o estresse do caos que o mundo está vivendo e não focamos nas tarefas que poderiam ser resolvidas.
Sou totalmente a favor da reclusão social diante de tudo isso que assola a humanidade, não só pelas notícias, mas pelos testemunhos de amigos que tenho espalhado nos países em crise com a pandemia. Por isso quero humildemente deixar aqui algumas sugestões para lhe ajudar nesta hora em que você poderia aproveitar tal pausa para produzir, criar, consertar e rever questões inacabadas que a correria anterior não o deixava enxergar.

Em primeiro lugar se está em casa seguro, cuidado com o excesso de informações sobre o coronavírus, o pânico pode matar mais que o vírus. Hoje é muito capaz de até o microondas noticiar sobre este assunto. Desligue um pouco os noticiários, diminua o tempo nas redes sociais em geral. Não estou pedindo para não se informar, me refiro ao exagero que está trazendo somatizações que fazem por exemplo alguém interpretar um simples espirro como uma doença.

É hora de ser criativo com as crianças, ter tempo para brincar com elas, ler um bom livro, tomar um pouco de sol, organizar papéis, fotos, arquivos que estão engavetados, procurar montar uma agenda de atividades, controlar o tempo de celular e televisão.

Manter a mente saudável em um momento como este é fundamental até porque não sabemos quanto tempo durará esta batalha. Que tal começar a escrever um diário? Ter um tempo para uma vídeo conversa com as alguém que está sozinho e principalmente aqueles que estão se sentindo vulneráveis por motivo de toda crise.

Se ocuparmos todo nosso tempo em casa com futilidades no final deste ciclo nos sentiremos frustados por não ter produzido nada e voltaremos a correria com o mesmo argumento: minhas tarefas estão bagunçadas, não tenho tempo para nada e etc.

Você pode começar fazendo uma lista de projetos interrompidos que iniciou em alguma situação e não teve tempo ou por outro motivo não concluiu, pode montar a sua agenda semanal distribuindo seu tempo para que seja usado com toda sabedoria do mundo. Seu tempo continua precioso e você também!
MAIS Artigos
Fernandópolis
Fernandópolis
MAIS LIDAS
É vedada a transcrição de qualquer material parcial ou integral sem autorização prévia da direção
Entre em contato com a gente: (17) 99715-7260 | sugestão de reportagem e departamento comercial: regiaonoroeste@hotmail.com