Terça, 07 de Abril de 2020

Operação Hígia não tem investigações em Três Lagoas

26/02/2020 as 06:50 | Estado de Mato Grosso do Sul | Da Redaçao
Apesar de atingir diretamente dois hospitais paulistas, de cidades com ligações entre profissionais de saúde e estudantes universitários de Medicina, a operação da Polícia Civil paulista que prendeu 12 pessoas, há uma semana, em Fernandópolis, Araçatuba, Andradina e Jales, não possui investigações em Três Lagoas. A polícia apura casos de corrupção e possíveis desvios de recursos da saúde por hospitais filantrópicos.

Publicações que apontam investigações em Três Lagoas dão informações falsas, segundo policiais envolvidos nas investigações.

O delegado Ailton Canato, responsável pelo caso, prefere não dar entrevistas. O nome da operação faz referência a Hígia, deusa da saúde, segundo a mitologia grega.

Os acusados pelos crimes estão presos na cadeia de Guarani d’Oeste, a 20 quilômetros de Fernandópolis. Todos tiveram bens bloqueados para possível ressarcimento de R$ 50 milhões, que teriam sido desviados.

Entre os investigados estão os ex-provedores da Santa Casa Diomar Pedro Durval, Geraldo de Carvalho e Sandra de Godoy. Fábio Obici e Sebastião Silva, diretores da Santa Casa de Andradina e uma empresa da cidade que administrou os hospitais por quatro anos, estão entre os presos
MAIS LIDAS
É vedada a transcrição de qualquer material parcial ou integral sem autorização prévia da direção
Entre em contato com a gente: (17) 99715-7260 | sugestão de reportagem e departamento comercial: regiaonoroeste@hotmail.com