Quinta, 27 de Fevereiro de 2020

MP pede prisão preventiva de adolescentes que mataram jovem

13/02/2020 as 17:10 | S. J. do Rio Preto | DL News
A promotora da 1º Vara da Infância e Juventude de Rio Preto, Renata Sanches Fernandes, pediu a internação temporária dos três adolescentes que confessaram terem assassinado o jovem Richard Henrique Moura, de 22 anos.

A recomendação foi encaminhada ao juiz Evandro Pelarin. Se o magistrado aceitar o pedido, o prazo é de cinco dias para que os adolescentes sejam encaminhados para a Fundação Casa.

Segundo informações da promotoria, os dois garotos – de 15 e 17 anos, e a namorada de um deles, também de 17 anos, foram ouvidos pela representante do MP nesta quinta (13).

De acordo com a Polícia Civil, garota de 17 anos, que teria atraído a vítima para a emboscada, dava risadas durante o depoimento. Um dos envolvidos assinou o relatório policial com o nome de "Camaleão” e foi advertido.

Crueldade

Richard foi morto a facadas na noite de ontem (12), no Jardim Maracanã. Segundo o boletim de ocorrência, a Polícia Militar foi acionada para atender um atropelamento. Chegando no local, socorristas informaram que a vítima apresentava ferimentos de arma branca, descartando a hipótese de acidente.

A morte do jovem foi constatada ainda no local e uma testemunha informou que a vítima, momentos antes, teria dito "foi o Matheuzinho”. Próximo àquela região foi identificada uma casa com vestígios de sangue e a perícia foi acionada.

Na residência, foram recolhidas duas porções de drogas, uma de maconha e outra de cocaína, e uma caderneta com algumas anotações. Todos os objetos foram apreendidos e encaminhados para a Central de Flagrantes.

Momentos antes, através da rede de comunicação da polícia, foi informado que duas pessoas com manchas de sangue tinham sido vistas entrando em uma casa a um quarteirão do local. A polícia foi até endereço e encontrou a mãe de um dos suspeitos.

Ainda de acordo com o boletim de ocorrência, foram identificadas marcas de sangue pelo chão, além de roupas amontoadas. A mulher disse que o filho teria ido até o ponto de ônibus acompanhar um amigo chamado Matheus. A polícia fez buscas nas proximidades e abordou o suspeito junto com a namorada.

Questionados sobre o ocorrido, eles teriam confessado o crime e dito que o fizeram com auxílio de um amigo chamado "Matheuzinho”. Eles localizaram o terceiro suspeito na casa dele, através do endereço que foi indicado pelo casal, e os três foram levados para a delegacia.

Em depoimento à Polícia Civil, todos confessaram o crime. Eles alegaram que assassinaram Richard porque ele teria furtado uma blusa de frio de um dos suspeitos. A adolescente, de 17 anos, teria atraído a vítima para um suposto encontro amoroso e o distraído, momento em que os outros dois lhe atacaram com golpes de faca.
MAIS LIDAS
É vedada a transcrição de qualquer material parcial ou integral sem autorização prévia da direção
Entre em contato com a gente: (17) 99715-7260 | sugestão de reportagem e departamento comercial: regiaonoroeste@hotmail.com