Quinta, 27 de Fevereiro de 2020

Justiça Federal decreta intervenção na Universidade Brasil

13/02/2020 as 14:23 | Fernandópolis | Da Redaçao
A Justiça Federal de Jales aceitou pedido do Ministério Público Federal e acaba de decretar intervenção nas unidades da Universidade Brasil, principalmente em Fernandópolis, berço dos esquemas de fraudes na venda de vagas do curso de Medicina e na aquisição do Fies e ProUni.

A Justiça também concedeu cinco dias para que o Ministério da Educação monte um comissão ou indique uma nova diretoria para administrar a Universidade, após escanda-los de corrupção e inúmeras ações judiciais.

Pela manhã, a Policia Federal realizou a 2ª fase da Operação Vagatomia denominada *“VERITÀ PROTETTA”* (Verdade protegida) que cominou na apreensão de novos documentos, além de diligências na casa do novo reitor Adib Abdouni.

Em nota, a reitoria da Universidade Brasil alega retaliação da Polícia Federal contra a nova administração por tentar anular os procedimentos, criticando a atuação do delegado federal. “No legítimo direito de defesa e sem cometer ilegalidades, o reitor Adib Abdouni havia entrado com representação contra o delegado da Polícia Federal Cristiano Pádua da Silva — contra este foi pedida inclusive sua prisão —, uma vez que vinha intimidando funcionários do campus Fernandópolis da Universidade e o próprio reitor.”

O MEC ainda não se manifestou sobre a decisão da Justiça Federal.
MAIS LIDAS
É vedada a transcrição de qualquer material parcial ou integral sem autorização prévia da direção
Entre em contato com a gente: (17) 99715-7260 | sugestão de reportagem e departamento comercial: regiaonoroeste@hotmail.com